Luxemburgo mantém oferta de ensino de português até ter “alternativa

download-1As autoridades do Luxemburgo comprometeram-se a manter a oferta do ensino de português até desenvolverem uma “alternativa sólida” ao modelo atual, anunciou o Governo português, depois de uma autarquia luxemburguesa ter decidido terminar com a oferta de ensino integrado.

A decisão unilateral da autarquia luxemburguesa de Esch sur—Alzette, afetando 500 crianças, levou o ministro dos Negócios Estrangeiros português a reconhecer, em janeiro, a existência de “um problema” com o Luxemburgo.

Hoje, questionado se houve desenvolvimentos neste processo, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, adiantou que foi alcançado “um entendimento de que não pode haver um processo de reforma do ensino do português no Luxemburgo sem haver uma alternativa sólida que garanta aos portugueses que ali vivem uma oferta de língua portuguesa nos termos que têm vindo a tê-la”.

Essa garantia já foi transmitida ao Governo português pelo Ministério da Educação luxemburguês, disse o secretário de Estado.

Perante a decisão da autarquia de Esch sur-Alzette de avançar com a extinção da oferta do ensino integrado, sem que estivesse garantida uma alternativa, as autoridades portuguesas defenderam que “não é desejável avançar com uma transição acelerada de metodologia no processo de aprendizagem e de oferta de língua portuguesa sem estar consolidada uma alternativa que possa avançar, eventualmente com um caráter piloto para avaliar os seus resultados e, se forem positivos, poder avançar para o modelo alternativo”.

Até lá, “continuam todos a ter o ensino da língua portuguesa tal e qual tinham”, garantiu.

José Luís Carneiro reconheceu que há necessidade de alterar o ensino de português no Luxemburgo, onde “há de facto um problema na integração e na aprendizagem das crianças portuguesas na língua portuguesa”, pelo que desde 2012 tem sido desenvolvido um processo de qualificação do ensino e aprendizagem.

Atualmente há 2.800 crianças a aprender português no Luxemburgo – 1.600 em cursos paralelos, 1.200 em ensino integrado.

Fonte: Notícias ao minuto

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Governo anuncia política de promoção da cultura portuguesa em 75 países

torre_belem_lisboa_portugal_bandeira_ReutersDurante a apresentação pública da estratégia da Ação Cultural Externa do Governo de Portugal, ocorrida ontem (06) em Lisboa, o Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes referiu  que o programa vai envolver todos os organismos e serviços públicos com atuação internacional nas áreas da cultura, e será coordenada pelo Instituto Camões, na alçada do Ministério dos Negócios Estrangeiros, e pelo Gabinete de Estratégia, Planejamento e Avaliação Culturais, do Ministério da Cultura.

As áreas da Cultura e dos Negócios Estrangeiros  vão coordenar em conjunto a política estratégica de promoção da cultura portuguesa no estrangeiro, tendo já 1300 iniciativas agendadas para 2017. num total de 75 países.

Segundo o Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, o objetivo é “integrar, articular e coordenar, e pôr sob uma estratégia comum as ações que o Estado português ou agentes culturais, com o apoio do Estado, realizam no estrangeiro com vista à promoção, divulgação e difusão da cultura portuguesa”.

O programa de ação externa 2017 vai permitir incentivos financeiros para apoiar, por exemplo, atividades de tradução e ilustração de autores portugueses no estrangeiro, bem como a tradução de obras portuguesas.

Segundo o governo, a promoção internacional da cultura e língua portuguesas é uma das finalidades das políticas públicas, para reforçar a “imagem externa da riqueza patrimonial e do dinamismo criativo de Portugal”.

Fonte: Mundo Lusíada

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Internet leva língua portuguesa aos filhos de emigrantes

plataforma-digitalO Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal apresenta hoje (07) uma plataforma de ensino da língua portuguesa para crianças que iniciaram o processo escolar em Portugal e agora vivem no estrangeiro.

É uma plataforma complementar, disponibilizada a partir da Internet, que permite às crianças e aos jovens com processo escolar iniciado em Portugal manterem este contacto com o processo de aquisição de competências e de conhecimentos em língua portuguesa de forma autónoma”, afirmou o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

A plataforma “Português Mais Perto” destina-se sobretudo a auxiliar as crianças que, em virtude da emigração dos seus pais, residem no estrangeiro e poderão no futuro voltar a Portugal, acrescentou o secretário de Estado. As crianças e os jovens de origem portuguesa escolarizados no estrangeiro constituem também um alvo desta nova ferramenta de aprendizagem.

Esta nova plataforma para o ensino e a aprendizagem da língua portuguesa terá dezenas de aulas interativas.

De acordo com José Luis Carneiro, “pode ser também ativado um tutor” para auxiliar a aprendizagem das crianças, garantido pelo instituto Camões. “Esta plataforma tem uma licença, que é o custo de instalação da aplicação, de 40 euros anuais e se houver a necessidade de um tutor será 90 euros anuais”, indicou José Luís Carneiro.

O secretário de Estado lembrou que este tipo de iniciativa também já existe para os estudantes em Portugal.

A plataforma “Português Mais Perto” resulta da colaboração entre uma editora nacional, a Porto Editora, e o Camões – Instituto de Cooperação e da Língua.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas estarão presentes na sessão de apresentação da plataforma, na sede do instituto Camões, em Lisboa.

Fonte: Notícias ao minuto

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

XII Congresso Alemão de Lusitanistas Universidade Johannes Gutenberg em Mogúncia (Mainz)

12congressoalemaolusitanistas2

O Departamento de Estudos Portugueses da Universidade Johannes Gutenberg (JGU) em Mogúnica (Mainz) organiza o XII Congresso Alemão de Lusitanistas, a ter lugar nos dias 13 a 16 de setembro de 2017, subordinado ao tema «Polifonia – Uma língua, muitas vozes».

O prazo para a submissão de propostas de comunicação é 30 de abril de 2017. Os resumos devem ser enviados diretamente aos/às respetivos/as coordenadores/as da secção na qual pretende apresentar o seu trabalho. As línguas do congresso são alemão, português e galego. Os resumos de todas as secções encontram-se na página do congresso. Saiba mais, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

CNPTDeepMT: Traduções automáticas entre chinês e português

macau-placa4

António Branco, professor do Departamento de Informática da Faculdade de Ciências (Ciências) da Universidade de Lisboa (ULisboa), vai coordenar o desenvolvimento de novas ferramentas de tradução automática entre chinês e português.

O projeto chama-se «CNPTDeepMT – Tradução Automática Profunda entre Chinês e Português no Domínio do eCommerce» e promete eliminar as barreiras linguísticas da Internet – pelo menos entre quem lê em português e quem lê em chinês.

O CNPTDeepMT arrancou no início de 2017 e  terá a duração de três anos. O projeto é  uma parceria entre Portugal e a China iniciada com o projeto europeu de tradução automática QTLeap, igualmente coordenado por António Branco e que teve como consultor externo, Deyi Xiong, investigador principal da equipa chinesa neste novo projeto», informa um comunicado da ULisboa.

Além da ULisboa, o projeto conta ainda com a participação da Alibaba, a gigante da Internet chinesa, que poderá funcionar como um dos principais beneficiários de um sistema capaz de fazer traduções automáticas de textos que se encontram em páginas Web. O projeto conta ainda com o apoio da Universidade de Zuzhou.

No comunicado da ULisboa, António Branco descreve da seguinte forma o projeto que agora arranca: «O enfoque do estudo será na tradução automática no domínio do eCommerce entre Chinês e Português, um par de línguas que apresentam desafios científicos e tecnológicos não triviais e para o qual muito pouca investigação foi levada a efeito até agora, num domínio com um impacto societal muito elevado».

O professor António Branco participou da terceira edição da Revista RIILP – ” A Língua Portuguesa na Internet e no Mundo Digital”-  com o artigo “A Língua Portuguesa face ao Choque Tecnológico Digital”, apresentado durante o Colóquio de Guaramiranga,  evento realizado pelo IILP em parceria com a UNILAB, o Ministério da Educação, o Itamaraty e o Conselho Nacional de Educação do Brasil, em 2012.   Acesse a Revista em  http://www.riilp.org/

Fonte Colaborativa: Exame Informática  

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Camões e Universidade Nacional timorense reforçam colaboração na língua portuguesa

 

downloadO instituto Camões e a Universidade Nacional Timor Lorosa’e assinaram hoje um protocolo para fortalecer as capacidades de língua portuguesa dos professores timorenses e reforçar a utilização do português como veículo de ensino.

O acordo prevê apoio na produção de materiais pedagógicos e de manuais de estudo de apoio ao processo de ensino e aprendizagem – na perspetiva do professor e do estudante – bem como a orientação das monografias dos estudantes para os cursos de licenciatura da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades.

Igualmente previsto no protocolo está o apoio na planificação, organização e implementação de atividades do Centro de Língua Portuguesa da UNTL, “com vista a uma ação direta e pró-ativa na disseminação e consolidação da língua portuguesa em Timor-Leste.

O protocolo – cujos elementos já começaram a ser aplicados em 2015 – vai decorrer até ao final de 2017 e prevê a colocação pelo Camões de 10 docentes e um coordenador para trabalho na UNTL.

Fonte: Sapo

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Xangai, Oxford ou Bogotá: o português nas universidades do mundo

Uma reportagem do jornal  Diário de Notícias apresenta cinco professores, dois estrangeiros e três portugueses, que ensinam Língua e Literatura portuguesa em cinco países.Leia mais, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

AO90:”Sugestões para o aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa”

Acordo OrtográficoO documento com as “Sugestões para o aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa” de 1990, aprovado pela Academia das Ciências, na última quinta-feira (26) pode ser visto em http://voc.cplp.org.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Academia de Ciências aprovou documento para aperfeiçoar o Acordo Ortográfico 1990

downloadA Academia de Ciências de Lisboa (ACL) aprovou hoje (26) o documento “Sugestões para o aperfeiçoamento do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa” de 1990, disse à agência Lusa fonte académica.

O documento foi aprovado por 18 votos, com cinco votos contra, no plenário de sócios efetivos da ACL, estatutariamente o órgão máximo da instituição.

O documento, “que tem carácter meramente indicativo e facultativo”, será divulgado na sexta-feira.

 

Fonte: NL // MAG)Lusa/Fim

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

ABI homenageia a Língua Portuguesa

livro-em-todos-os-ritmos-da-poesia-296x420Em homenagem à nossa língua mãe, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) irá receber, amanhã, a escritora e cantora Mariza Sorriso para o lançamento da segunda edição do livro “Em todos os ritmos da poesia”. O evento gratuito acontece a partir das 16 h e faz parte do projeto cultural Declama na ABI.

A obra trata-se de uma antologia poética que reúne 91 poetas de diversos países que falam o idioma português, como Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e Portugal, além do Brasil. O livro conta ainda com a quarta capa de Pepetela, o maior escritor de África.

Mariza Sorriso também fará o lançamento oficial do edital para  participação no IV Encontro de Poetas da Língua Portuguesa, que irá acontecer em setembro desse ano no Rio de Janeiro,  Lisboa (Pt) e Maputo (MC) e contará com poetas de todos os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Segundo a organizadora, tanto a obra quanto o evento têm como objetivo reunir e dar voz a poetas conhecidos e desconhecidos da nação lusófona.

– No Brasil, temos o apoio de vários consulados dos países da CPLP,  coletivos de poesia e literatura incluindo várias Academias de Poesia.  Em Portugal, o apoio tem vindo do Instituto Camões, da Casa de Angola, Casa de Moçambique, Palácio da Independência,  Movimento Internacional de Lusofonia (MIL), além do Presidente de Portugal, o Dr. Marcelo Rebelo – comenta a escritora.

Em sua 18ª edição, o projeto Declama ABI é coordenado pelo Conselheiro Carlos Rocha e pelo Diretor de Cultura e Lazer Jesus Chediak. Os encontros acontecem todas as últimas sextas-feiras do mês a partir das 16 horas, no 11º andar da entidade, que fica na Rua Araújo Porto Alegre, 71, Centro do Rio. A entrada é franca e aberta ao público.

Fonte: sb24horas

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário