Geórgia quer reforçar relações com a CPLP

Secretario da CPLP

Secretário Executivo da CPLP

O Secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), embaixador Murade Murargy, recebeu a visita do Ministro-Adjunto dos Negócios Estrangeiros da Geórgia, Gigi Gigiadze, no dia 11 de abril de 2016, no Palácio Conde de Penafiel.

Contando com a presença do embaixador de Timor-Leste junto da CPLP, Antonito de Araújo, durante o encontro foram abordados diversos assuntos relacionados com o maior estreitamento das relações entre a Geórgia e a CPLP, em domínios de cooperação para o Desenvolvimento, como a Segurança Alimentar, a Juventude e o Desporto, entre outros, e, também, nas dimensões do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia.

A difusão e a promoção da Língua Portuguesa e das culturas dos países da CPLP já está a acontecer na Geórgia, com especial relevo para o ensino do idioma na universidade estatal de Tbilisi.

imagesA Geórgia, país situado no Cáucaso, na fronteira entre Europa e Ásia, detém o estatuto de Observador Associado da CPLP, desde a X Conferência de Chefes de Estado e de Governo, decorrida em Julho de 2014, em Díli.

Fonte: CPLP

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Falta de interesse das famílias coloca em causa ensino do português

download (4)Em Andorra, apenas 240 alunos têm aulas de português da rede de Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) num universo de 10.000 imigrantes no país, um número muito abaixo das expetativas das autoridades.

“Está em causa a qualidade do ensino” do português junto das novas gerações, afirmou  David Borges, membro do Conselho das Comunidades Portuguesas.

Em 2013, antes de ter sido incluída a contribuição anual (na ordem dos 100 euros), o sistema EPE tinha 540 alunos mas o cônsul honorário, José Manuel Silva, considera que o dinheiro não é desculpa.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Tertúlia literária no IILP

Tertúlia 2.jpg

Image | Publicado em por | Publicar um comentário

Coimbra cria mestrado para professores de Português na China

Imagens urbanas de Cantão

Imagem urbana de Cantão

A Universidade de Estudos Estrangeiros de Cantão, na China, vai acolher um mestrado para formar professores de Português, criado pela Universidade de Coimbra (UC) em parceria com o Instituto Politécnico de Macau.

Este mestrado visa preparar futuros docentes de Português “como língua estrangeira para cidadãos chineses”, disse à agência Lusa o reitor da UC, João Gabriel Silva, indicando que os professores “são maioritariamente portugueses” e com vínculo à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC).

O curso de dois anos, com 20 vagas, vai arrancar “em princípio já no próximo ano letivo”, naquela universidade de Cantão.

Segundo João Gabriel Silva, um mestrado idêntico para estrangeiros, aprovado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), já é ministrado há alguns anos em Coimbra.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Manual de ensino português chega ao interior da China

images (10)O manual de ensino “Português Global”, publicado pelo Instituto Politécnico de Macau (IPM) em três volumes, vai chegar este verão ao interior da China depois de um inédito acordo firmado com uma editora de Pequim.

A novidade foi dada aos jornalistas pelo coordenador do Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa do IPM, Carlos André, à margem da Conferência Internacional sobre Ensino e Aprendizagem de Português como Língua Estrangeira, que decorre na Universidade de Macau.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A gastronomia da Língua Portuguesa

images (9)

Cachupa, prato típico de Cabo Verde.

O livro “Sabores da Lusofonia”, agora lançado em Portugal, está dividido em capítulos dedicados a cada país da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste -, e apresenta, para cada um, uma entrada, um prato de peixe, um prato de carne, uma sobremesa e dois ingredientes típicos, além de um texto introdutório e de fotografias das paisagens.

O objetivo do livro é, disse Luís Simões à Lusa, o de dar a conhecer “a gastronomia da CPLP, mas de uma forma jovial, contemporânea”.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Agende-se!

jornadas ZagrebA 5ª edição das  Jornadas de Língua Portuguesa e Culturas Lusófonas da Europa Central e de Leste, que no corrente ano se realiza em Zagreb (Croácia), de 29 de setembro a 1 de outubro, tem como objetivos centrais não só a continuação da promoção da cooperação e da interação entre os múltiplos departamentos ligados ao português, pertencentes às universidades que se inserem no contexto geográfico acima referido, mas também, e sobretudo, a criação de um espaço de divulgação da investigação em curso nos diferentes contextos de ensino-aprendizagem de português língua estrangeira, facilitando a partilha de conhecimento e de experiências entre especialistas que têm em comum a investigação no campo da “lusofonia”, em áreas que vão da Linguística, da Didática ou da Literatura, à História, à Cultura e à Tradução. Saiba mais, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Encontro vai debater mobilidade acadêmica e globalização nos países de língua portuguesa

AULP

De 29 de junho a 1º de julho, a Associação das Universidades de Língua Portuguesa (Aulp) vai realizar seu 26º Encontro. O evento será sediado na Universidade Nacional de Timor Lorosa’e, na cidade de Díli, capital do Timor Leste. Pesquisadores e estudantes podem enviar resumos até 20 de maio, e inscrições individuais para participação deverão ser feitas até dia 30 de maio.

As inscrições e o envio de resumos podem ser feitas pelo e-mail aulp@aulp.org. Mais informações estão disponíveis no site do evento.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

CONFERÊNCIA CRIA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDOS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA ÁSIA

image3A Universidade de São José, instituição de ensino superior católica de Macau, vai criar uma licenciatura em Estudos Portugueses e Chineses, foi hoje anunciado ontem (05).

Conforme o programa da conferência, a associação seguira  às diretrizes de outras associações de professores, investigadores e acadêmicos de estudos portugueses espalhados pelo mundo, como por exemplo a American Portuguese Studies Association (APSA) na América.

A ASSOCIAÇÃO DE ESTUDOS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA ÁSIA  (AELPA) terá a sua primeira sede na Universidade de Macau durante dois anos e os seus estatutos e primeiro comité executivo serão aprovados durante a conferência, que terá inicio na próxima sexta-feira (08).

image3“Esta é a primeira conferência dirigida para as pessoas que ensinam português na China e na Ásia”, disse à agência Lusa a  presidente da comissão organizadora Inocência Mata, professora doutora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e docente de literaturas e culturas em português da Universidade de Macau.

A conferência vai contar com 52 comunicações e participantes oriundos do interior da China, Japão, Coreia do Sul e Índia. Também participam professores das várias instituições de ensino em Macau e de outras de Portugal.

“Na verdade, estamos muito empenhados em que a Universidade de Macau possa ser uma referência do ensino de português na Ásia. Esta universidade tem 35 anos e o seu curso de verão [de português] vai ser o 30.º este ano, o que já demonstra a persistência (…), mas gostaríamos que ela pudesse ser o lugar de encontro das pessoas que trabalham no ensino da língua portuguesa”, observou Inocência Mata .

Na conferência vão ser abordadas, entre outros assuntos, “as literaturas de língua portuguesa, as metodologias e propostas curriculares, nomeadamente as que melhor respondem ao perfil dos falantes de língua chinesa, que não pode ser a mesma proposta curricular aplicada a um falante de francês, espanhol ou alemão”.

“Há uma grande diferença no imaginário histórico-cultural dos países de europeus e de língua portuguesa em África e no Brasil” em comparação com “o acervo do estudante chinês” que estuda português, afirmou Inocência Mata, sublinhando que essa particularidade deve ser atendida no ensino da língua na Ásia.

Outro objetivo, segundo a presidente da comissão organizadora da conferência, é que o ensino da língua portuguesa seja visto “além da sua dimensão utilitária e que tenha uma dimensão humanística”, porque “aprender as diferentes culturas dos outros povos também é importante para a economia”.

“Não podemos perder de vista a dimensão cultural das relações econômicas”, concluiu.

Fonte colaborativa: Agência Lusa
Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

Anais do Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística

iphanÓrgão do Ministério da Cultura do Brasil, o Instituto  de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan),acaba de lançar os Anais do Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística, evento ocorrido no ano de 2014, em Foz do Iguaçu, Paraná. Disponibilizado em meio digital para acesso livre, a publicação apresenta contribuições de pesquisadores, gestores públicos e de representantes das comunidades linguísticas, estando subdividida em três eixos principais. Saiba mais, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário