BOLSAS DE CIENTISTA CONVIDADO DO IILP (BCC DO IILP) – 2022

Encontra-se aberto, até 30 de março de 2022, concurso para atribuição de duas (2) Bolsas de Cientista Convidado do IILP (BCC do IILP), ao abrigo do Programa de Bolsas de Cientista Convidado do Instituto Internacional de Língua Portuguesa – IILP, com base na contribuição extraordinária concedida por Portugal para esse efeito.

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

ABERTO O 2.º CONCURSO IILP – ITAMARATY DE ARTIGOS CIENTÍFICOS SOBRE A LÍNGUA PORTUGUESA

O Instituto Internacional da Língua Portuguesa informa que o prazo para a entrega das candidaturas para a categoria GRADUAÇÃO, no âmbito do concurso IILP/Itamaraty de Artigos Científicos sobre a Língua Portuguesa, foi prorrogado para o dia 22 de abril de 2022.

O concurso, que oferecerá prêmios em dinheiro aos autores dos melhores artigos, inclui duas categorias, Graduação/Licenciatura e Pós-graduação. Para requisitos de submissão de trabalhos e mais informações, confira abaixo o regulamento completo e os respetivos anexos.

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

A LÍNGUA PORTUGUESA É MÊMO TOP

Há quem perca demasiado tempo a avaliar sotaques, em vez de perceber que as diferentes pronúncias são o sal e o açúcar do amor à língua.

Esta semana, mais de cinquenta países celebraram o Dia Mundial da Língua Portuguesa. Após a proclamação da data pela UNESCO em 2019, festejamo-la pela primeira vez num cenário de maior normalidade. Mas o que é a Língua Portuguesa? Quem são os donos da quarta língua mais falada do mundo, quinta língua da Internet? Ninguém. Sabemos, isso sim, que somos 265 milhões de falantes, habitantes deste universo. E isso é mêmo top.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

CAMÕES, I.P . ABRE CANDIDATURAS AO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NA ÁREA DA TERMINOLOGIA/LEXICOGRAFIA 2022

No âmbito do Programa de Bolsas de Estudo para frequência de cursos avançados na área da Terminologia/Lexicografia, informa-se que se encontram abertas as candidaturas entre 16 de maio e 20 de junho de 2022 (até às 24h, hora de Lisboa).

As candidaturas, os documentos de suporte à candidatura previstos no Aviso de Abertura, devem ser submetidas eletronicamente através do endereço de email: BolsaTCTC2022@camoes.mne.pt.

Fonte: Camões, I.P .

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

III ENCONTRO CABO-VERDIANO DA LÍNGUA PORTUGUESA 

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, a Universidade de Cabo Verde (UniCV) realiza o III ENCONTRO CABO-VERDIANO DA LÍNGUA PORTUGUESA, sob o tema: A Língua Portuguesa em Contextos Multilingues e Multiculturais. 

Neste Encontro, decorrerão comunicações proferidas por Docentes e Investigadores que exercem funções em Cabo Verde, no Brasil, na Costa do Marfim, na Guiné Equatorial, na Itália, na Nigéria, em Portugal, na R.A.E. de Macau e no Senegal. 

O Diretor Executivo do IILP, Dr. Incanha Intumbo, participará nesta iniciativa no dia 12 de maio, com uma intervenção sobre “O Ensino/aprendizagem da Língua Portuguesa em contexto Bilingue”.

Aceda à programação do Encontro aqui .

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

SIMPÓSIO “A LÍNGUA PORTUGUESA QUE HÁ EM NÓS: REFLEXÕES SOBRE NOSSOS PLURICENTRISMOS”

Em um ilhéu de origem vulcânica no arquipélago de São Tomé e Príncipe ocorre o encontro entre a Linha do Equador e o Meridiano de Greenwich. É lá que está o centro do mundo, no mar da África Ocidental, no sul de São Tomé e Príncipe. Neste pequeno país de aproximadamente 200.000 habitantes, mas grande em diversidade étnica, cultural e linguística, o português não só é a língua oficial, como também é a língua mais falada pela maioria da população. Contudo, dentro de um cenário global de pluricentrismo da língua portuguesa – ou que assim se defende – o debate sobre o lugar que esse português e seus falantes ocupam segue periférico. O pluricentrismo da língua portuguesa seria, então, uma utopia, distopia ou uma realidade? Em quais países da CPLP? E quais implicações esse debate acarreta no campo educacional? E na literatura?
Com o objetivo de fomentar a discussão sobre essas questões e de ouvir as vozes de outros cantos do mundo em que o português se faz presente em conjunto com outras línguas, a primeira edição do simpósio “A língua portuguesa que há em nós: reflexões sobre nossos pluricentrismos” tem como proposta ser um espaço de diálogo com pessoas que falam a língua portuguesa em diversos centros do mundo para que possamos debater, local e globalmente, sobre essas temáticas e seus desdobramentos.

3, 4 e 5 de maio de 2022
Auditório da Faculdade de Ciências e das Tecnologias da Universidade de São Tomé e Príncipe

Link para inscrição: https://bit.ly/3rQ19Oh

Comissão Organizadora:
Guilherme Figueiredo (Universidade de São Tomé e Príncipe)
Janaína Vianna da Conceição (Universidade de São Tomé e Príncipe)
Manuel Neto (Universidade de São Tomé e Príncipe)
Sónia Carvalho (Universidade de São Tomé e Príncipe)

Realização:
Universidade de São Tomé e Príncipe, Leitorado Brasileiro, Centro Cultural Brasil – São Tomé e Príncipe, Embaixada do Brasil, Centro de Língua Portuguesa, Camões, I.P. e Centro Cultural Português – São Tomé e Príncipe.

Publicado em Notícia | 2 Comentários

CURSOS DE LÍNGUA PORTUGUESA – INSCRIÇÕES ABERTAS

O Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe informa que estão abertas as inscrições para as turmas de língua portuguesa. As aulas iniciarão no próximo dia 9 de maio. Os cursos ofertados são:

– PORTUGUÊS COMO LÍNGUA INTERCULTURAL

Objetivo: Capacitar estudantes e profissionais de diversas áreas de atuação que buscam aprimorar seus conhecimentos na Língua Portuguesa.

Turma: Básico I

– PORTUGUÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

Objetivo: Desenvolver as habilidades de compreensão e de expressão oral e escrita do aluno estrangeiro.

Turma: Básico I, Básico II e Intermediário I

– PREPARATÓRIO PARA EXAME CELPE-BRAS:

Objetivo: Preparar os alunos para realizar o exame oficial de proficiência em língua portuguesa para estrangeiros do Brasil, Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), por meio do trabalho com edições anteriores do exame, escrito e oral, com vistas ao aprimoramento da competência comunicativa, das habilidades de leitura e compreensão de gêneros textuais da esfera do cotidiano, através de textos, vídeos e áudios.

Obs.: A apresentação do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (CELPE-BRAS) é exigida, obrigatoriamente, no ato da inscrição dos processos seletivos dos programas  educacionais do Brasil, Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) e de Pós-Graduação (PEC-PG), os quais oferecem aos estudantes estrangeiros vagas para ingressos em cursos de licenciatura e bolsas de estudo para formação em cursos de mestrado e doutorado em instituições de ensino superior brasileiras.

As inscrições estão sendo realizadas no Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe.

Para mais informações, contate o Centro Cultural Brasil-São Tomé e Príncipe pelo 222-3796 ou pelo correio eletrônico “cultural.saotome@itamaraty.gov.br”.

Publicado em Notícia | 1 Comentário

05 DE MAIO – DIA MUNDIAL DA LÍNGUA PORTUGUESA

Dia da Língua Portuguesa e da Cultura nos Países da CPLP

Por ocasião do Dia Mundial da Língua Portuguesa, proclamado no ano de 2019, no âmbito da 40.ª sessão da Conferência Geral da UNESCO, o IILP organizará a conferência intitulada. “A Língua Portuguesa nos PALOPs: o caso de Cabo Verde e a importância do Português na Diplomacia”.

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

FESTIVAL LITERÁRIO LISBOA 5L QUER SER “UMA REFERÊNCIA” NA LÍNGUA PORTUGUESA

O festival literário Lisboa 5L, previsto para maio, tem uma programação com uma “ambição desmedida” e quer ser “um festival de referência” da língua portuguesa, disse hoje à agência Lusa o diretor artístico, José Pinho.

O Festival Internacional Literatura e Língua Portuguesa – Lisboa 5L – cumprirá a terceira edição de 4 a 8 de maio, mas será a primeira verdadeiramente presencial, ocupando quase trinta espaços da cidade, depois de duas edições afetadas pela pandemia da COVID-19.

A programação deste ano, apresentada hoje na Estufa Fria, em Lisboa, divide-se por dez eixos, entre conversas, exibição de cinema, teatro em livrarias, uma feira do livro ao ar livre, exposições, tertúlias, oficinas para os mais novos, apresentações e lançamentos literários, convocando mais de uma centena de convidados.

“Quando temos isto como eixo de programação, cada um deles já é uma ambição por si só, agora todos juntos é uma ambição desmedida”, admitiu José Pinho.

A longa lista de autores convidados inclui vários autores portugueses como Joana Bértholo, Filipa Leal, Patrícia Portela, Afonso Reis Cabral, Valério Romão, Catarina Sobral, Tânia Ganho, Isabel Minhós Martins, Maria do Rosário Pedreira e Nuno Júdice, mas também autores do universo lusófono, como o angolano José Eduardo Agualusa e o cabo-verdiano Mário Lúcio Sousa.

A autora alemã Anne Weber, a escritora marroquina Leila Slimani e o romancista cubano Leonardo Padura também estarão nesta edição do 5L.

A extensa programação do festival – “para todo o público” – contará ainda com uma feira do livro no Largo de São Carlos, encenações de teatro em duas livrarias e num hotel e vários concertos, como o “Palavra Prima – Tributo a Chico Buarque”, no Teatro Municipal São Luiz, com Jorge Palma, Luísa Sobral, Luca Argel, Garota Não e Alice Neto de Sousa.

Na apresentação de hoje, José Pinho explicou que fez o convite a Chico Buarque, mas o Prémio Camões 2019 não poderá estar presente. “Voltaremos a convidá-lo”, disse à Lusa.

Destaque ainda para um ciclo de cinema no Cinema Ideal e uma exposição de ilustração portuguesa no largo José Saramago, no âmbito do centenário do Nobel da Literatura 1998.

O festival irá ainda celebrar o centenário do nascimento das escritoras Salette Tavares e Maria Judite de Carvalho.

“Aquilo que nós queríamos e pudemos sonhar é que este festival se torne num festival de referência em Portugal e no mundo, como há outros”, disse José Pinho, sublinhando que Lisboa tem capacidade para acolher um evento que consiga “agregar a língua portuguesa, nas diferentes formas e diferentes países”.

Na apresentação, José Eduardo Agualusa disse que o Lisboa 5L vem colmatar uma falha, porque “não havia um grande festival literário em Lisboa”.

“Espero que este festival cresça mais, porque continua a faltar ao mundo de língua portuguesa, no universo da língua portuguesa, um grande festival literário capaz de atrair não só os leitores, mas capaz de atrair, por exemplo, agentes literários, jornalistas culturais do mundo todo”, disse o escritor.

O Festival Lisboa 5L é organizado pela câmara municipal de Lisboa e, segundo José Pinho, tem um orçamento de cerca de 200.000 euros.

O título 5L diz respeito a “Língua, Literatura, Livros, Livrarias, Leitura”.

Toda a programação, locais das atividades e lista de autores convidados está em www.lisboa5l.pt.

Fonte: SAPO

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

TIMOR RATIFICA ACORDO DE MOBILIDADE DA CPLP

O Parlamento Nacional timorense ratificou hoje, por unanimidade, o acordo de mobilidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que já tinha sido ratificado por seis outros membros da organização lusófona, incluindo Cabo Verde.

A ratificação decorreu numa sessão do Parlamento Nacional em que os deputados destacaram a importância do acordo para reforço dos laços entre os Estados-membros da CPLP, permitindo maior liberdade de circulação neste espaço.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

COLÓQUIO “A CODIFICAÇÃO DO PORTUGUÊS DE MOÇAMBIQUE”.  

No âmbito das atividades comemorativas do dia Mundial da Língua Portuguesa, a decorrer na semana de 2 a 6 de maio, a Cátedra de Português Língua Segunda e Estrangeira da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane, organizou um Colóquio subordinado ao tema “A Codificação do Português de Moçambique”.  

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

UMA DAS MAIORES CURADORIAS LITERÁRIAS EM LÍNGUA PORTUGUESA ARRANCA EM COIMBRA

   Uma das maiores curadorias literárias de sempre em língua portuguesa arranca na quinta-feira em Coimbra, com a assinatura de dois acordos de cooperação técnica, que visam assinalar os 200 anos da independência do Brasil, revelou hoje fonte ligada ao projeto. Em declarações à agência Lusa, o presidente da Associação Portugal Brasil 200 anos, José Manuel Diogo, explicou que o projeto “200 anos, 200 livros” é uma ideia original da entidade a que preside e que deu origem a estes acordos de cooperação internacional.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

FESTIVAL LITERÁRIO LISBOA 5L QUER SER UMA REFERÊNCIA NA LÍNGUA PORTUGUESA

O festival vai contar com debates, concertos, cinema, teatro, performances, livrarias de rua, exposições, instalações, oficinas, mesas de autor, apresentações, leituras e lançamentos literários. Estão convidadas cerca de 50 personalidades.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

LÍNGUA PORTUGUESA: COMO DESENVOLVER PROJETOS NOS ANOS FINAIS

Educadora compartilha sugestão de percurso para que os estudantes se aproximem dos textos científicos e criem um podcast

Para Moacir Gadotti, projetar é “lançar-se para a frente”, antever um futuro diferente do presente. Pressupõe agir, ter uma ação intencionada sobre aquilo que se quer inovar. Por isso, que tal pensar como nós, professores, podemos potencializar o tempo e os espaços escolares?

Primeiramente, vamos entender os objetivos que estruturam uma pedagogia de projetos. Erramos ao acreditar que ela está restrita a estratégias atraentes para transmitir um conteúdo aos alunos ou pedir que demonstrem entendimento por meio de um produto final. Na verdade, é uma metodologia centrada na criatividade, um processo complexo que busca minimizar a distância entre as experiências na escola e as demandas exigidas pela sociedade atual.

Para tal, devemos pensar como podemos sintonizar a identidade cultural de nossos alunos com os conteúdos curriculares de forma que estes deixem de ser apenas questões teóricas ou abstratas e passem a ser meios para ampliar a interação dos jovens com a realidade, de forma crítica e dinâmica.

Quando nos sentimos parte de um processo, passamos a agregar valores e os integramos a um todo. Assim também acontece com nossos alunos, eles trabalham de modo autônomo, mas também cooperativo. Percebem o esforço pessoal investido na solução de problemas importantes para o grupo, gerando assim, a necessidade, busca pelo conhecimento.

Ao lançarmos mão dos projetos em nosso cotidiano escolar, estabelecemos um pacto que mobiliza naturalmente diversas competências cognitivas. Pois rompemos com um modelo fragmentado de Educação e desenvolvemos a capacidade de articular conhecimentos de diversas áreas para que possamos lidar com os problemas, pensá-los e construir soluções possíveis para eles.

Para planejar os projetos

O primeiro passo para estruturar um projeto é ter como ponto de referência a realidade do aluno e quais lacunas devem ser preenchidas ao longo do processo – isso mesmo, processo. É muito importante valorizar os avanços e também as dificuldades em relação ao conhecimento colocado em prática.

Construímos uma falsa imagem de que nosso aluno não pode errar, quando, na verdade, a sala de aula é um laboratório, um espaço para experimentar, formular hipóteses, confrontar dados, reunir informações, realizar pesquisas, conversar, desconstruir e construir saberes. Dessa forma, os conteúdos deixam de ser um fim em si mesmos e passam a sermeios para ampliar a criticidade, a cidadania e o desenvolvimento de ideias.

O ensino de Língua Portuguesa nos permite enveredar pelas trilhas dos projetos, afinal, é a prática da linguagem, como discurso e produção social, que dá vida à língua (nosso objeto de estudo) e é a partir do jogo da comunicação que se aprende a operar a linguagem. O indivíduo passa a ser capaz de se colocar como um interlocutor que inventa, cria e produz sentido.

Tendo em vista o que nos orienta a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a elaboração de um projeto no componente curricular de Língua Portuguesa supõe planejar estratégias que promovam a textualização do discurso, a expressão oral, a compreensão auditiva e a produção escrita.

Pensando assim, podemos destacar o campo das práticas de estudo e pesquisa, que visa a desenvolver habilidades voltadas ao estudo, à pesquisa e à reflexão sobre a relação entre os textos e seus contextos de produção e circulação.

Hora de colocar a mão na massa

Para elaborar seu projeto faça, inicialmente, um levantamento do que os alunos já sabem sobre os textos científicos, considere se já estiveram em contato com o gênero artigo de divulgação científica. Para apresentar tipos de publicações científicas, pode utilizar os artigos das revistas Ciência Hoje e Ciência Hoje das Crianças. Quando estiver pesquisando, escolha temas que dialoguem com o perfil de sua turma.

O passo seguinte é a problematização. Questione como a divulgação científica pode se tornar um mecanismo de inclusão do cidadão na cultura de nosso tempo. Ou, ainda, como o acesso à informação científica promove debates sérios e com base em evidências. 

Para o desenvolvimento do projeto, é interessante agregar outros componentes para ampliar repertórios e análises, bem como ter uma diversidade de abordagens. O texto de divulgação científica, comumente, apresenta uma identidade estrutural que facilita o reconhecimento por parte do leitor. Os alunos devem perceber o processo que envolve a investigação e a construção de um conhecimento novo sobre determinado assunto – também vale ressaltar que toda pesquisa está relacionada a outras que antecederam e lhe dão sustentação.

O que precede a ação do saber fazer é o saber, melhor dizendo, conhecer o uso responsável e crítico das diversas linguagens e a maneira como o autor deixa sua marca implícita naquilo que realiza. Quando nos referimos às múltiplas linguagens de um texto, entendemos que as referências de

produção têm, em sua origem, dados das mais diversas estruturas, como os infográficos, as fotorreportagens, a iconografia, vídeos e áudios.

Outra etapa importante é uma leitura apreciativa e o reconhecimento do assunto, seguida de reflexões sobre o tema. Artigo de divulgação científica é um gênero discursivo que torna informações de natureza científica acessível ao público leigo, em que prevalece a objetividade, a ética, o senso crítico e o respeito à veracidade das informações.

Construção do produto final

Com o intuito de desmistificar conceitos estereotipados, proponha aos estudantes a criação de um podcast científico. Para tal, retome os passos construídos ao longo do projeto: delimitação de um tema, levantamento de uma hipótese, objetivos da pesquisa, pesquisa de referências, confronto e análise dos dados.

Hora de planejar o texto que será gravado e publicado. Com estrutura simples, deverá apresentar uma breve descrição para contextualizar a explicação do fato, seguido do elemento gerador do texto. Em seguida devem se aprofundar no fenômeno científico escolhido, estimule que façam analogias e comparações para que o interlocutor compreenda com facilidade a informação. E, por fim, a conclusão e/ou a avaliação sobre o fato abordado.

Ao adaptar a produção do artigo científico para o gênero podcast, é importante garantir o uso de uma linguagem simples, objetiva e dinâmica. A função fática da linguagem servirá para testar a interação com o interlocutor, mostre aos alunos que um diálogo iminente cria um vínculo de proximidade, o que ajuda a criar empatia com quem não temos muita intimidade.

Crie rubricas de avaliação e reelaboração como, por exemplo, considerar se o texto escrito por eles tem uma seleção de conteúdos coerente com o tema; se o roteiro prevê o contato com o interlocutor; se a gravação ficou com áudio sem ruídos ou silêncio e risadas descontextualizadas.

Compartilhe, primeiro, com a própria turma e faça um debate sobre as propostas desenvolvidas. Em seguida, divulgue nas mídias sociais e nas plataformas de áudio. Incentive a propagação e o compartilhamento, lembrando sempre da postura ética e responsável ao receber e difundir informações.

O caminho percorrido por um projeto é simplesmente sem volta. Não somos mais os mesmos, não retornamos aos antigos textos com a ótica anterior. Projetamos e nos lançamos para um novo que nos abre outros olhares.

Um abraço e até a próxima!

Ana Cláudia.

Fonte: Nova escola

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

Ufam abre processo seletivo para curso de Letras; veja como concorrer

São oferecidas 30 vagas. As inscrições abertas de 31 de maio a 10 de junho.

A Universidade Federal do Amazonas 9Ufam) divulgou divulga o Edital nº 14/2022 de Processo Seletivo Especial para o ingresso no curso de Letras – Língua Brasileira de Sinais (PSELib/2022). São oferecidas 30 vagas. As inscrições abertas de 31 de maio a 10 de junho.

De acordo com o edital, o objetivo é selecionar candidatos fluentes em Libras, concluintes ou egressos do Ensino Médio ou equivalente, para o curso de graduação presencial em Letras-Libras (licenciatura).

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

“REFLETINDO… ENSINO-APRENDIZAGEM DA LÍNGUA PORTUGUESA EM CONTEXTO BILINGUE”

O Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), em parceria com as Delegações do Ministério da Educação de São Filipe e de Santa Catarina (ilha do Fogo) realizará, nos dias 20 e 21 de abril de 2022, na Escola Secundária Teixeira de Sousa (São Filipe) e no Complexo Educativo Eduardo Gomes Miranda (Santa Catarina), o evento intitulado “Refletindo… Ensino-Aprendizagem da Língua Portuguesa em Contexto Bilingue”, com os objetivos de refletir sobre o tema em questão e de socializar boas práticas sobre estratégias de seleção e utilização de materiais autênticos, no contexto de sala de aula.

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

“REFLETINDO… ENSINO-APRENDIZAGEM DA LÍNGUA PORTUGUESA EM CONTEXTO BILINGUE”

O Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), em parceria com a Delegação do Ministério da Educação da Brava realizará, nos dias 20 e 21 de abril de 2022, na escola secundária Eugénio Tavares, o evento intitulado “Refletindo… Ensino-Aprendizagem da Língua Portuguesa em Contexto Bilingue”, com os objetivos de refletir sobre o tema em questão e de socializar boas práticas sobre estratégias de seleção e utilização de materiais autênticos, no contexto de sala de aula.

Publicado em Notícia | Publicar um comentário

COMO AS LÍNGUAS NACIONAIS INFLUEM NO PORTUGUÊS FALADO EM ANGOLA

Linguístas defendem necessidade de mais literatura nas línguas nacionais e falam da “ditadura do mercado livreiro”

LUANDA — Para os especialistas, apesar das línguas angolanas serem faladas em zonas restritas elas são vivas e bem faladas daí que se deve fazer um esforço para se preservar a par das iniciativas das autoridades neste sentido.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

LITERATURA AFRICANA E A DESCOLONIZAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA

LUANDA — A língua portuguesa está ser descolonizada através da sua mistura com línguas e culturas nos países africanos onde é o idioma oficial.

Este foi um dos temas abordado num encontro por plataformas digitais realizado em Angola.

O “Nkodya dya Mpangu”: Encontro de Línguas, Artes e Pensamento” foi o tema central da II “Mukanesa” sobre “Rítmos e Travessias Actantes nas Línguas e Artes”, realizada pelo CELA-Centros de Estudos Literários Angolanos, com o objectivo de promover uma discussão abrangente em torno das línguas e das literaturas de expressão portuguesa de origem africana, assim como a sua relação com os territórios.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | 1 Comentário

25 DAS PALAVRAS MAIS PODEROSAS DA LÍNGUA PORTUGUESA

São palavras da língua portuguesa que revelam poder. Perceba a razão.

A riqueza da nossa língua é fascinante. Confira algumas das palavras mais poderosas da língua portuguesa.

Há palavras na língua portuguesa que são mais poderosas, o seu poder pode ter diferentes razões e o seu impacto ser sentido de formas distintas. Certo é que são palavras importantes e que fazem parte da atualidade.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

LANÇAMENTO DO LIVRO “O TESOURO DA MENINA DO CUNENE” DE VICTOR HUGO MENDES – 14 DE ABRIL DE 2022

Uma estória ficcionada que inspira não apenas os mais novos, mas também os mais velhos, pelos valores que a obra encerra, é a mais recente obra de Victor Hugo Mendes. “O tesouro da menina do Cunene” será lançado no dia 14 de abril, às 16 horas, no auditório da UCCLA.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário

“OVELHA RONHOSA! COMO DISSE?” 8 PALAVRAS E EXPRESSÕES QUE ANDAMOS A TRATAR MAL

Porque dizemos ovelha ranhosa ou mal e porcamente? Será que é correto aplicar o termo salganhada, ou estadia ao invés de estada? Oito palavras e expressões são aqui deslindadas e bem aplicadas.

Tenha o leitor alguma paciência, este primeiro parágrafo arrisca-se a ser uma salganhada, mas com um objetivo final pois, contas feitas, não queremos ser as ovelhas ranhosas da escrita, tornando este texto um catrapázio de leitura fastidiosa. Pelo contrário, queremos que o leitor tenha uma estadia aprazível nestas linhas, sem se degladiar com palavras aborrecidas. Mea culpa por aquilo que aqui fazemos, mas não somos os únicos responsáveis.

Continuar a ler
Publicado em Notícia | Publicar um comentário