Anunciamos que este blogue é um repositório de informações sobre a língua portuguesa, e que os conteúdos não são todos da responsabilidade do IILP.

Nota | Publicado em por

Celp-Bras – Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros 2017-II

celpe-brasEstão abertas as inscrições para o O Celpe-Bras, um Exame que possibilita a Certificação de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros.

Desenvolvido e outorgado pelo Ministério da Educação (MEC), aplicado no Brasil e em outros países com o apoio do Ministério das Relações Exteriores (MRE) é o único certificado de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido oficialmente pelo governo do Brasil. Internacionalmente, é aceito em empresas e instituições de ensino como comprovação de competência na língua portuguesa e no Brasil é exigido pelas universidades para ingresso em cursos de graduação e em programas de pós-graduação, bem como para validação de diplomas de profissionais estrangeiros que pretendem trabalhar no país.

INSCRIÇÕES:

07/08/2017 a 23/08/2017

REALIZAÇÃO:

17/10/2017 a 19/10/2017

Saiba mais, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Plataforma gratuita reúne Documentários Independentes em 6 Línguas

CINEMA - ROLO DE FITA Criado entre a Europa e o Canadá, por uma equipa jovem de realizadores, jornalistas e tradutores – incluindo o português Nuno Prudêncio  – o 99 disponibiliza documentários em seis línguas, incluindo o português.

“Queremos refletir imagens do mundo à parte, contar histórias autênticas dos que habitualmente não fazem ouvir a sua voz”, explicam no site. “Vamos divulgar documentários singulares, desconcertantes, inesperados, que incentivem ao debate. É a vocação humana que procuramos, na diversidade e complexidade que moldam o mundo de hoje.”

Dizem os autores do projecto que, apesar do “sucesso crescente dos festivais dedicados aos documentários no mundo inteiro”, o espaço mediático consagrado à narrativa documental e à grande reportagem é estreito. Defendem ainda uma plataforma onde realizadores possam disponibilizar os seus trabalhos, evitando que os mesmos fiquem fechados na gaveta ou limitados aos festivais.

Mais que uma plataforma de produção própria, 99 funciona numa lógica de agregação. Todos os seus conteúdos são gratuitos e traduzidos por profissionais nas várias línguas. É um site que se afirma como independente na voz e da publicidade.

A biblioteca ainda está em crescimento e todos podem fazer parte dela – a 99 aceita propostas de documentários independentes que preencham os critérios editoriais do site e encarrega-se da tradução dos mesmos caso pretenda adicioná-los à sua montra

Um projecto que merece a nossa visita: 99.media/pt. E constar nos favoritos por uns tempos.

Fonte: Shifter

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Fulbright oferece bolsas para brasileiros darem aula de português nos EUA

-estudantes-americanos-que-apresentam-seu-país-com-bandeirasA    Comissão Fulbright Brasil está com inscrições abertas para o programa Foreign Language Teaching Assistant (FLTA), que dá bolsas de estudo para professores brasileiros ensinarem português nos Estados Unidos. As inscrições vão até o dia 01 de outubro e devem ser feitas pelo site da Fulbright Brasil.

Serão concedidas até 20 bolsas de estudo com duração de nove meses – usualmente com início em agosto e setembro de 2018. Os selecionados irão dar aulas em universidades norte-americanas e receberão auxílio moradia e alimentação, seguro-saúde e passagens áreas. Além disso, terão a oportunidade de realizar cursos sobre cultura e história dos EUA.

Fonte: Revista Època Negócios

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Curso gratuito online de português para estrangeiros recebe inscrições

imigrante

(Foto: Divulgação)

De acordo com informações da Polícia Federal, o número de imigrantes no Brasil cresceu 160% entre 2006 e 2015. Haitianos, bolivianos, colombianos, argentinos, chineses, portugueses, paraguaios e pessoas com tantas outras nacionalidades optam por tentar a vida em território brasileiro. Entretanto, esses estrangeiros enfrentam uma grande dificuldade: a Língua Portuguesa.

O curso gratuito online de português para estrangeiros é uma aposta da Universidade Regional de Blumenau (FURB), Santa Catarina, Brasil. Com esse conteúdo, a instituição pretende ajudar milhares de imigrantes que escolheram o Brasil para morar.

Como se inscrever no curso?

Os estrangeiros, interessados em aprender mais sobre o português do Brasil, devem acessar o    link para fazer a inscrição no curso online gratuito. Após a criação do login na página, será possível ter acesso a todo conteúdo sem pagar nada por isso.

 

Fonte:viacarreira
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Abertas candidaturas para bolsas de estudo destinadas a estudantes da CPLP

getimage (2)Informa-se que se encontram abertas candidaturas para 125 bolsas de estudo destinadas a estudantes dos Estados-Membros da CPLP e mais cinco para estudantes de Macau. As referidas bolsas são atribuídas pelo Grupo Lusófona da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT).

Os benefícios educacionais proporcionados aos alunos com nacionalidade dos países da CPLP fazem parte do projeto da administração da Universidade de apoiar os países da Comunidade Lusófona na formação de quadros superiores de modo a a contribuir para o seu desenvolvimento

Prazos

  • 1ª fase: de 17 de julho a 18 de agosto
  • 2ª fase: 01 de setembro a 22 de setembro

Vagas

Bolsas por Pais da CPLP

Pais Número de vagas
Angola 25
Brasil 25
Cabo Verde 20
Guiné-Bissau 15
Guiné-Equatorial 10
Macau 5
Moçambique 10
São Tomé e Príncipe 15
Timor 5

Saiba mais , clique aquiaqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Português tem potencial de expansão enorme, diz embaixadora

Por Monica Grayley

Cristina-PucarinhoCom “vontade e determinação políticas”, os países que falam a língua portuguesa podem ajudar a projetá-la mais em todo o mundo. A afirmação é da embaixadora de Portugal, Cristina Pucarinho, que ocupa a vice-chefia da Missão do país junto à ONU.

Em entrevista à ONU News, Cristina Pucarinho, mencionou a importância de cooperação entre os países que falam português e que se relacionam em vários blocos integrados por nações da lusofonia como a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp; União Europeia, Mercosul, Sadc, Cedeao, União Africana e outros.

Internacionalização

Segundo Pucarinho, o português tem um enorme potencial de afirmação política e ao se projetar como língua internacional, o idioma também ajuda a promover as nações que falam português no mundo.

“Houve já várias conferências sobre a internacionalização da língua portuguesa e este Plano de Ação de Díli 2014 para a internacionalização da língua portuguesa, que é – eu diria – um percurso que deveria ser natural dada à globalidade desta língua. É uma língua que tem uma expressão global, de expressão geográfica portanto geograficamente em quatro continentes, uma região administrativa especial chinesa. Mas também, a expressão pelo número de falantes. E pela sua capacidade de expansão. É uma língua que tem realmente indícios de capacidade de expansão enormes. Portanto, atualmente falada por mais de 260 milhões de pessoas… Mas tem esse aspecto, a diáspora e a própria inserção geográfica de seus Estados membros, espalhada por quatro continentes, e Macau…e isso é muito interessante.”

Segundo Pucarinho, mais pode ser feito para a obtenção de dividendos como frutos da cooperação política em espaços multilaterais em toda a lusofonia.

“E julgo que há condições, com vontade e determinação políticas, que julgo que também existe, de projetar mais esta língua. E projetando mais essa língua, os Estados-membros que a têm como língua oficial também se projetam a si próprios. E a organização. Nós compreendemos aqui, por exemplo, no contexto das Nações Unidas como é importante ter uma constituency sólida, coesa, que se articula. E a Cplp também é uma organização de concertação político-diplomática. Uma vertente que eu julgo que pode ser mais explorada e melhor, no futuro, neste contexto multilateral mas também em outros contextos.”

Guiné-Equatorial e Macau

O português é atualmente língua oficial em seis países africanos. O mais recente do grupo é a Guiné-Equatorial que fala espanhol e adotou o português como um idioma oficial. Em  2014, a Guiné-Equatorial passou a ser membro da Cplp. Além de Brasil, Portugal e Timor-Leste, o português também é falado por parte da população de Macau, na China, e tem pelo menos 7 milhões de locutores nas chamadas diásporas, ou seja, em países não-lusófonos como África do Sul, Bélgica, Estados Unidos, França e outros.

Os dados sobre falantes nas diásporas são do Instituto Internacional de Língua Portuguesa, llP, com sede em Cabo Verde.

Fonte:  ONU News em Nova Iorque.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O ensino do Português em África

PortuguesemAfricaNo programa Língua de Todos (sexta-feira, dia 4 de agosto, às 13h15*, RDP África, com repetição no sábado, dia 5 de agosto), dá-se destaque ao ensino do Português Língua não Materna em contexto africano. Em análise estão os meios institucionais diversos de cada um dos países de língua oficial portuguesa e seus contributos para que a fala comum adquira contornos particulares, adaptadas às realidades e aos públicos respetivos. Nesta emissão, a investigadora e filóloga Maria Helena Ança contextualiza as variações próprias dos lugares onde é falada, características que se foram desenhando, ao longo dos séculos, por encontros e cruzamentos com outras línguas.

Confira os temas dos dos programas da presente semana produzidos pelo Ciberdúvidas para a rádio pública portuguesa, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

“VI EMEP – Encontro Mundial sobre o ensino de Português”

customLogo (1).pngCom o objetivo de reunir professores, tradutores e pesquisadores da língua portuguesa de herança e materna, desde o ensino pré-escolar, até o nível universitário a American Organization Of Teachers of Portugueses (AOTP) e a FOCUS BRASIL USA promovem o “VI EMEP – Encontro Mundial sobre o ensino de Português”, nessa sexta e sábado, dias 4 e 5 de agosto, na sede da Florida International University, situada em Miami (Flórida).

 O evento contará com  palestras especializadas, mesas redondas e oficinas de trabalho sobre novas e inovadoras estratégias de ensino e aprendizagem de português.

As comunicações apresentadas no VI EMEP serão publicadas em livro. Saiba mais , clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ana Paula Laborinho: “As línguas são formas de afirmação de poder”

ana-paula-laborinhoA afirmação do português como língua de ciência e de trabalho nas organizações internacionais e o universo potencial da intercompreensão entre as línguas espanhola e portuguesa foram os desafios levantados por Ana Paula Laborinho, na passada sexta-feira, no decorrer da sessão “O Português no Mundo”. “As línguas são formas de afirmação de poder, são formas também de se afirmar do ponto de vista dos negócios e por isso mesmo podemos dizer que as línguas seguem a rota dos negócios” disse a presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua durante aquele que foi o último dia do XII Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas.

No contexto mundial, o idioma de Camões compõe atualmente um universo de 261 milhões de falantes e é a língua mais falada no hemisfério Sul, a terceira nos negócios mundiais do petróleo e do gás e a quinta mais falada na Internet. Apesar destes indicadores e da “verdadeira política de língua” encetada pela República Popular da China, Ana Paula Laborinho, umas das responsáveis pela implementação do Instituto Português do Oriente em Macau, entende que “há dificuldades e há desafios”.

“Uma língua não será também uma grande língua internacional se não se afirmar do ponto de vista da ciência e da inovação” considerou a presidente do Camões. De forma a que a língua portuguesa conquiste esta posição, a também professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa entende ser necessário estabelecer bases de dados científicos e preparar terminologias científicas em português. “É preciso que as questões da linguagem natural e da automatização passem também a ser trabalhadas em português” rematou.

Uma das potencialidades apontadas pela presidente do Camões passa pelo aproveitamento da proximidade entre as línguas portuguesa e espanhola e a sua intercompreensão. “Forma-se uma comunidade de 700 milhões de falantes que se podem compreender também do ponto de vista dos negócios, da ciência, da inovação” disse a académica que apontou o “potencial muito grande” que daqui pode ser retirado.

Com a eleição de António Guterres como secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a académica considera que se criou uma “maior expectativa” quanto à língua portuguesa vir a tornar-se língua oficial do organismo. Contudo, Ana Paula Laborinho lembrou que o português “já é língua de trabalho em algumas agências da ONU, incluindo a UNESCO[Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura]”.

A PAISAGEM DA LÍNGUA PORTUGUESA EM TIMOR-LESTE E NA CHINA

O panorama do português no mundo foi também traçado por Benvida da Rosa Lemos Oliveira e Eugénia de Jesus das Neves da Universidade Nacional de Timor Lorosa’e. As académicas timorenses retrataram a realidade linguística do seu país e apresentaram as políticas governamentais de reforço linguístico a par com a história da língua portuguesa em Timor-Leste.

Um elemento que surpreendeu as professoras foi a predominância da língua portuguesa na paisagem de Macau, por oposição ao que ocorre em Timor-Leste onde se assiste a uma preponderância do indonésio, inglês e até chinês. Tais fatos apresentam-se contraditórios para as docentes devido a entrada do português no seu país ser superior ao que já se fez em Macau em termos de promoção do idioma.

Por seu turno, Carlos Ascenso André, coordenador do Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa do Instituto Politécnico de Macau, traçou o panorama do ensino do português na China com as suas conquistas, desafios e exigências. Ao reduzido número de professores alia-se o isolamento relativo das universidades e a ausência de meios e materiais. O académico entende ser necessário um apoio continuado na formação, produção de materiais destinados a docentes chineses, um maior diálogo entre as instituições e mais parcerias. “Numa palavra: apoio global, sistemático e regular” concluiu.

Fonte: Ponto Final

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Exposição interativa em caminhão celebra a Língua Portuguesa

TruckvanUma das atrações da 15ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip),  encerrada ontem (30),  poderá ser conhecida posteriormente pela população de outros estados brasileiros.

Depois da Flip, a exposição interativa Energia da Língua Portuguesa, montada em um caminhão, percorrerá todas as regiões do Brasil nos próximos dois anos. A mostra é uma ação em apoio à recuperação do Museu da Língua Portuguesa, com sede em São Paulo, que teve seu acervo destruído após um incêndio em 2015. O local só será reaberto ao público em 2019.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário