Anunciamos que este blogue é um repositório de informações sobre a língua portuguesa, e que os conteúdos não são todos da responsabilidade do IILP.

Aside | Publicado em por

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL: «O ESPAÇO DAS LÍNGUAS. A LÍNGUA PORTUGUESA NO MUNDO DO INÍCIO DA IDADE MODERNA (SÉCULOS XV A XVII)

AULP

No âmbito dos processos de expansão marítima e das missões, o Português tornou-se uma das principais línguas veiculares à escala mundial, bem como, em conjunto com o castelhano, o principal espaço linguístico através do qual as línguas ameríndias, africanas e asiáticas e respectivas civilizações foram originalmente traduzidas para qualquer outra língua europeia. Tanto o Congresso “O espaço das línguas” como o Projeto de investigação que o suporta  visam estudar as raízes da difusão, formas e contextos de uso da língua Portuguesa, bem como de pidgins e crioulos de base portuguesa, no início do período moderno.

A entrada é livre. Confira a programação, clique aqui

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Evento discute currículo uniforme e organizado para as escolas bilíngues da Flórida

EstudantesAconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro a conferência “Perspectives of Teaching Portuguese at Mainstream Schools: Shaping the Curriculum, Instruction, and Assessment”, promovido pelo “Kimberly Green Latin American and Caribbean Center”, da Florida International University (FIU), em Miami.

O evento marcou o primeiro passo para o grande projeto financiado pelo Departamento de Estado norte-americano, que tem como objetivo criar currículo uniforme e organizado para as escolas bilíngues (Português/Inglês) da Flórida e estimular o ensino de português junto à direção de escolas públicas do sul do estado. O projeto deverá ter início a partir do “Miami-Dade County Public Schools”, que já possui alguns modelos em andamento.

O evento foi organizado pelas professoras Augusta Vono, da FIU e membro do Conselho de Cidadãos da Flórida, Beatriz Cariello (FIU Adjunct Faculty, FIU/MDCPS/Consulate General of Brazil South Florida K-12 Portuguese Consortium Curriculum Specialist, Miami-Dade County Public Schools Teacher, AOTP Board Member) e Ivian Destro Boruchowski (FIU Ph.D. Student, Curriculum and Instruction, and Bilingual Education Researcher, AOTP Advisory Board Member).

Professores de português, professores em geral e educadores bilíngues foram convidados para participar do evento, que teve inscrição gratuita. A conferência contou com o apoio do Consulado-Geral e do Conselho de Cidadãos da Flórida.

Fonte: Braziian Times
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Mais uma emissão de rádio em língua portuguesa em Bruxelas

radio almaDepois do lançamento da emissão semanal em língua portuguesa “Ser português aqui”, eis mais uma alternativa no panorama radiofónico de Bruxelas, o programa de rádio “Trigo Limpo”. Esta emissão vai ser transmitida na mesma estação, a Rádio Alma, e pretende ser “um veículo de difusão da cultura portuguesa e de informação destinado a todos os lusófonos residentes em Bruxelas”, dizem os seus produtores em comunicado.

Isabel Berkemeier, a única locutora de serviço para já, assume igualmente as funções de redatora principal. O programa terá uma difusão semanal de uma hora e o horário normal será das 11h às 12h de todos os sábados.

Cada uma das edições será dedicada a um tema de interesse geral. “Além disso, teremos rubricas regulares como, por exemplo, leitura de um conto ou de um poema de um autor consagrado, anedotas, reflexão, entrevista a uma individualidade que se tenha distinguido pela sua acção no plano cultural ou científico, anúncio de eventos a decorrer em Bruxelas e, sempre que possível… música ao vivo com artistas da casa e/ou convidados”, diz Isabel Berkemeier.

Na página do Facebook da emissão os ouvintes serão informados regularmente sobre as últimas novidades e podem interagir.

Fonte: Bom dia Europa
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Fundação Luso-Americana lança prêmio literário para escritores emergentes dos PALOP

A lingua PortuguesaA Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) e as Edições Esgotadas lançam o Prêmio Literário Eduardo Costley-White, que vai distinguir escritores emergentes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Escritores oriundos de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné e São Tomé e Príncipe poderão concorrer, através do ‘site’ da FLAD, até ao dia 15 de abril deste ano.

O prêmio garante a primeira edição da obra premiada, através das Edições Esgotadas, e recebe o nome de Eduardo Costley-White, um escritor moçambicano que faleceu, aos 50 anos, em 2014.

“A iniciativa celebra os 800 anos da língua portuguesa, homenageando um dos expoentes máximos da poesia moçambicana, que dá nome ao prémio literário a ser atribuído”, explicou a FLAD em comunicado, enviado à agência Lusa.

Costley-White nasceu em Quelimane, na província de Manica, filho de mãe portuguesa e de pai inglês, e começou a publicar em 1984, com a obra “Amar Sobre o Índico”.

Pertenceu à geração literária fundadora da Revista Charrua – a chamada “Geração Charrua” -, da Associação dos Escritores Moçambicanos (AEM), da qual foi um membro destacado, e publicou mais de uma dezena de títulos.

A Associação de Imprensa Moçambicana considerou-o, em 2001, a figura literária do ano e a antologia da sua obra poética “O libreto da miséria” foi, em 2012, Prémio BCI de Literatura.

“Homoíne”, “O país de mim”, “Poemas da ciência de voar e da engenharia de ser ave”, “Desafio à tristeza”, “Os materiais de amor”, “O manual das mãos”, “A mecânica lunar”, “A escrita desassossegada” são algumas das suas obras.

Além da celebração dos oito séculos da língua portuguesa, com este prémio, a FLAD pretende assinalar também a comemoração dos seus 30 anos e os 20 anos de existência da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Fonte: AYS // MAG – Lusa/Fim

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Professores acusam Junta da Galiza de «falta vontade política» no ensino da língua portuguesa

galiza-300x267

Em comunicado hoje enviado à agência Lusa, a Associação de Docentes de Português na Galiza (DPG) criticou a Consellaría de Educación de “nada ter feito pela integração da língua portuguesa no sistema público de ensino espanhol”.

“Além do ensino do português não ter sido promovido houve até obstáculos, por parte de algumas direções de centros e inspeções educativas”, sustentam.

A introdução do ensino da língua e cultura portuguesa no sistema educativo espanhol consta lei 1/2014 aprovada em abril desse ano pelo parlamento daquela região de Espanha.

O diploma nasceu de uma iniciativa popular, conhecida como Iniciativa Legislativa Popular Valentín Paz-Andrade. A petição a exigir, uma petição a exigir o ensino do português nas escolas da Galiza foi assinada por mais de 17 mil galegos.

Para a DPG a Consellería de Educación da Junta da Galiza “não tem cumprido” o disposto na lei que pretende estreitar os laços com os países da lusofonia, defendendo que “deveria ter sido feita uma aposta clara neste ano académico para a introdução da língua portuguesa no sistema de ensino formal galego, nos seus níveis de primária e secundária”.

Hoje, em resposta escrita a um pedido de esclarecimento enviado pela agência Lusa, fonte da Consellería de Educación da Junta da Galiza explicou que, “neste momento, o número de docentes de português contratados é suficiente para cobrir as necessidades do sistema educativo, razão pela qual não foram abertas vagas”.

“No momento em que se registar maior procura por parte dos alunos será avaliada a possibilidade de abertura de novas vagas para a contratação de professores”, disse.

A fonte da Consellaría de Educacíon adiantou que a lei Paz-Andrade “estabelece que a introdução do português como segunda língua estrangeira seja progressiva.

“O nosso objetivo é impulsionar o ensino do português e, nesse sentido, já se deram passos muito importantes com um aumento considerável de alunos, o que fortalece o sistema educativo galego”, defendeu.

Já associação de docentes de português na Galiza acusou o Governo daquela região espanhola de “discriminar o português em relação à língua francesa que viu recentemente serem abertas as vagas para o ensino secundário”, referindo-se a um anúncio aberto, dia 21 de janeiro passado, pela Direção Geral de Centros e Recursos Humanos 21 de janeiro de 2016.

Para a DPG, aquelas vagas foram abertas “em detrimento da língua portuguesa, tal como aconteceu com a língua italiana, com abertura de vagas realizada no passado dezembro de 2014”.

“Consideramos que a língua portuguesa está a ser prejudicada em comparação com as restantes línguas no atual sistema educativo”, argumentou a associação, “exigindo” que seja “acelerado o processo de introdução da língua portuguesa no secundário”.

A fonte do governo galego explicou que adiantou a introdução “progressiva do português nas escolas galegas como consta também de um acordo assinado entre a Junta da Galiza e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

“Trata-se de um processo progressivo, no qual estamos a trabalhar e que aumentou de 800 alunos no ano letivo 2014/2015 para os 1.800 em 2015/2016”, adiantou.

A Junta da Galiza adiantou que, no âmbito daquele acordo, teve início em 2015, em colaboração com Camões – Instituto da Cooperação e da Língua a formação de professores galegas para lecionarem noções básicas de língua português no ensino primário e para a introduzir, como segunda língua estrangeira no ensino secundário.

Fonte: Diário Digital com Lusa

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Novo programa ajuda imigrantes de língua portuguesa a encontrar emprego nos EUA

FotoImigrantesA Aliança de Falantes de Português de Massachusetts (MAPS, na sigla em inglês) está a desenvolver um programa para ajudar os imigrantes de língua portuguesa a encontrar trabalho, disse à Lusa fonte da organização.

O novo programa chama-se MAPS Step-Up e, durante esta fase inicial, vai procurar averiguar as necessidades da comunidade em termos de formação profissional e emprego e criar uma série de soluções.

“Esperamos que, ao contribuirmos para a eliminação de barreiras linguísticas e culturais, conectando os nossos clientes com empregadores e oportunidades de formação, lhes possamos dar as condições para avançarem nas suas carreiras e arranjarem melhores empregos, com melhores remunerações”, explicou Dulce Ferreira.

A MAPS, que auxilia mais de 10 mil falantes de português todos os anos, garante que o programa já ajudou vários associados a conseguir emprego.

A organização já estabeleceu parcerias com instituições de formação profissional, bem como com entidades empregadoras.

O programa também vai financiar aulas de Inglês e formação profissional em Inglês.

Nesta primeira fase, está disponível para falantes de português residentes de Boston, através dos escritórios da organização de serviços sociais e de saúde em Dorchester e Brighton.

O programa será financiado com uma bolsa da cidade de Boston, a Community Development Block Grant, que nos últimos sete anos apoiou 321 projetos, atribuindo uma média de 741 mil dólares (cerca de 678 mil euros) a cada um.

Com seis escritórios em Massachusetts, a missão da MAPS é ajudar a população de portugueses, brasileiros e cabo-verdianos do estado a obter serviços de saúde e sociais adequados.

Segundo os últimos censos, existem 439 mil portugueses, cabo-verdianos e brasileiros em Massachusetts, mais os seus descendentes.

Fonte: Notícias ao Minuto
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Candidatura para Assistentes de Português em França, para o ano letivo 2016/2017

França

 Decorre, até ao próximo dia 19 de fevereiro de 2016, o período de candidatura para Assistentes de Português em França, para o ano letivo 2016/2017.

Para informações mais detalhadas, consultar o sítio na internet do CIEP.

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

III Conferência sobre ensino, manutenção e promoção do PLH (Português Língua de Herança)

nova yorkEntre os dias 12 e 15 de maio de 2016 acontecerá em Nova Iorque a III Conferência sobre ensino, manutenção e promoção do PLH (Português Língua de Herança), sob o mote: Quais são as heranças dessa herança que promovemos, ensinamos e buscamos manter? E quais são as suas heranças?

Susana Ramos Ventura, Doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo, será a oradora principal da conferência, que decorrerá em datas próximas à do dia do Português Língua de Herança (16 de maio).

Na 3a edição deste evento anual, promovido pela Brasil em Mente, haverá 4 modalidades de apresentação:

1. comunicação oral coletiva: em forma de painel, conjugada com apresentações semelhantes;
2. comunicação oral individual: 15 minutos cronometrados (como as TED TALKs);
3. pôsteres;
4. oficinas.

Temáticas que gostaríamos de abranger:

– Políticas linguísticas que incorporam a manutenção e a celebração das línguas maternas e de herança;
– Identidade e diferença;
– Culturas indígenas;
– Manifestações indígenas na cultura brasileira;
– Culturas africanas;
– Manifestações africanas na cultura brasileira;
– Imigração;
– Manifestações da imigração na cultura brasileira;
– Folclore;
​ – Cultura tradicional da infância;
– Influências de outras línguas e culturas nas sociedades de língua portuguesa;
– Formas pedagógicas que incorporam a língua e cultura local no ensino e manutenção da língua e cultura de herança.

Outras temáticas podem ser enviadas e serão aceitas mediante análise da comissão organizadora da conferência.

Datas importantes

1 de outubro/15 – 20 de fevereiro/16 : submissão de propostas de comunicação, pôsteres e oficinas;
A partir de 20 de janeiro/16: envio das cartas de aceite;
12 de janeiro a 15 de fevereiro/16: efetivação das inscrições com preço especial;
16 de fevereiro a 15 de abril/16: efetivação das inscrições com desconto;

Mais informações e inscrições: http://www.brasilemmente.org

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Aberto concurso para bolsa de investigação

logo-vocO  Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada – CELGA, da Universidade de Coimbra, lançou um concurso para a atribuição de uma bolsa de investigação que terá como atividade  principal a manutenção e revisão de material linguístico do Portal da Língua Portuguesa e dos recursos nele disponibilizados, nomeadamente no Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa – VOC , projeto do IILP.

Para participar da seleção é necessário ter Licenciatura ou Mestrado em Linguística ou áreas afins.

Pretende-se que o bolseiro, com formação de base em Linguística ou área afim, tenha forte interesse no trabalho em lexicografia, norma e variação e fonética e fonologia. É dada preferência a candidatos com conhecimentos de trabalho em bases de dados com informação lexical.

A bolsa ascende a € 745 (licenciado) ou a € 980 (mestre) correspondente à remuneração mensal.  O período da bolsa será de 6 meses, eventualmente renovável.

O local de realização da bolsa será em Lisboa, no espaço do IILP na sede da CPLP, Palácio Penafiel.

As candidaturas deverão ser enviadas, por correio eletrónico, para celga-iltec@uc.pt, entre os dias 04 e 17 de fevereiro de 2016.

O texto completo do Edital, contendo os requisitos e o modo de apresentação das candidaturas, encontra-se publicitado no Portal Eracareers (Referência: nº 006986 – UID/LIN/04887 – Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada – CELGA): http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=71463&lang=pt

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário

Inaugurada a Biblioteca do IILP

Em um momento especial e histórico, ocorreu na noite da última terça-feira (19), a inauguração da Biblioteca do IILP.

Esta Biblioteca será um espaço de cultura e de pesquisa que se quer partilhado por todos. Além da normal atividade de uma biblioteca, pretende-se também realizar atividades que promovam o gosto e o interesse pela leitura e pelos livros.

O evento contou com a presença do orador Daniel Medina, que apresentou a sua exposição alusiva à importância dos livros.

No ato da inauguração, o IILP assinou um protocolo com a Sphaera Mundi, Associação Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento, no âmbito da Língua Portuguesa e da Educação Patrimonial, para realizarem em conjunto diversas atividades integradas em ações e projetos.

A Sphaera Mundi,  através de sua diretora Luísa Janeirinho,  aproveitou a ocasião para lançar em primeira mão, o caderno “ A Tua Cidade Velha, Um Lugar Imaginado”, primeira literatura que faz parte da coleção de cadernos sobre educação patrimonial( um patrimônio inspirador para a leitura e escrita).

Em outro momento que marcou a noite do dia 19, Natacha Magalhães, jornalista, contou aos presentes duas histórias baseadas no Livro de Contos da CPLP.

Localizada na cave da Casa Cor-de-Rosa, a nova biblioteca  conta, neste momento, com cerca de 1500 títulos, distribuídos por  6 áreas, a saber: Língua, Literatura, Economia, Matemática, Sociologia, História e Direito.

A cerimônia, presidida pela Diretora Executiva  do IILP, Marisa Mendonça, contou com a presença da Diretora-Geral do Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Georgina Benrós de Mello.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | Publicar um comentário