Instituições internacionais cada vez mais atentas ao Português

lingua portuguesaNa procura de emprego em prestigiadas instituições internacionais, a língua portuguesa, uma das mais faladas do mundo, é cada vez mais valorizada na hora de escolher candidato. O domínio de três línguas, entre as quais se incluem o português, é uma mais-valia para arranjar emprego no Fundo Monetário Internacional (FMI), conta o Diário de Notícias.

Conta o mesmo jornal, que avaliou as características que poderiam ser vantajosas na hora de encontrar emprego numa organização internacional, isto depois de 19 vagas terem sido abertas no Programa para Jovens Profissionais da OCDE, que o domínio de duas línguas apenas poderá ser fator de exclusão. Em sentido inverso, o domínio da língua portuguesa é cada vez mais um ponto a favor.

Duarte Marques, antigo líder da JSD e atual deputado da Assembleia, além de ter curriculum no Parlamento Europeu, explicou ao Diário de Notícias que a nota de mestrado, por exemplo, “permite chegar à entrevista, mas aí já não interessa de onde vem. O importante é a pessoa”.

Nuno Mota Pinto, representante português no Banco Mundial há oito anos, adiantou também que “a nossa língua é uma ajuda”, por se encontrar entre as mais faladas do Mundo – muito por culpa de África e do Brasil em particular. “O Banco Mundial, o FMI e a ONU têm muitos projetos em zonas onde se fala português”, exemplificou.

Fonte: Noticias ao minuto
Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Segundo dia do Colóquio tem início com debate sobre VOC e PPPLE

Imagem com tituloO segundo e último dia do Colóquio “A Língua Portuguesa, o multilinguismo e as novas tecnologias das línguas no século XXI”, realizado no CEFET-MG, em Belo Horizonte, teve início com um painel sobre dois projetos do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP) no âmbito das novas tecnologias linguísticas do português como língua pluricêntrica, o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC) e o Portal do Professor de Português Língua Estrangeira / Língua Não Materna (PPPLE).

 O VOC foi apresentado pelo coordenador-geral da Comissão Brasileira do Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), professor Carlos Alberto Faraco. Inicialmente, ele fez uma rápida retrospectiva sobre os acordos ortográficos firmados desde o início do século XX e apontou algumas questões sobre o acordo de 1990. Dessa forma, Faraco mencionou o artigo 2º do atual acordo, prevendo a “elaboração de um vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa.”

Para o professor, o VOC, coordenado pelo IILP, é um grande acontecimento na história da língua portuguesa como língua internacional e multicêntrica. “Os vocabulários nacionais contribuem para consolidar o português nos países da CPLP e, ao mesmo tempo, reúnem um acervo léxico que poderá alimentar a feitura no futuro de um grande dicionário geral da língua”, explicou Faraco.

 Logo em seguida, a diretora executiva do IILP, Marisa Mendonça, apresentou o Portal do Professor de Português Língua Estrangeira / Língua Não Materna (PPPLE). O Portal é uma plataforma on-line, que tem como objetivo central oferecer à comunidade de professores e interessados em geral, recursos e materiais para o ensino e a aprendizagem do português como língua estrangeira.

De acordo com Marisa, o PPPLE “é uma plataforma inovadora. É o único portal em que temos as variedades da Língua Portuguesa. Com ele, temos a possibilidade de criar, futuramente, um certificado da CPLP, como o Celpe-Bras certifica aqui no Brasil. Temos ainda o mesmo nível de materiais impressos feitos por equipes multinacionais”, disse a diretora executiva do IILP.

VOC

O Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa (VOC) reúne os vocabulários nacionais de seis dos nove países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – Brasil, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste –, conforme os princípios do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Trata-se de uma base de dados lexicográfica – atualmente, com 260 mil palavras – gratuita e on-line que mostra separação silábica, sílaba tônica, flexões possíveis, fontes, entre outras informações.

Acesse o VOC: http://voc.iilp.cplp.org

PPPLE

Os materiais do Portal estão divididos em unidades didáticas de duas horas-aula cada. Atualmente, são mais de 400 unidades disponíveis que podem ser usadas on-line ou baixadas em formado pdf. O acesso ao portal pode ser feito via Facebook ou conta própria no site.

Conheça o PPPLE: http://www.ppple.org/

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

“Fa d’ambô: herança da Língua Portuguesa na Guiné Equatorial”

Em uma cerimônia realizada ontem (15), durante o primeiro dia do Colóquio Internacional “A Língua Portuguesa, o multilinguismo e as novas tecnologias das línguas no século XXI” foram lançados o livro “Fa d’ambô: herança da Língua Portuguesa na Guiné Equatorial” e o livro “ O Exame de Proficiência Celpe-Bras em Foco”.

unnamed (2)Resultado de ação prevista no Protocolo de Cooperação Técnica entre o Governo da Guiné Equatorial e o IILP, em decorrência da oficialização da língua portuguesa naquele país, o livro “Fa d’ambô: herança da Língua Portuguesa na Guiné Equatorial”  apresenta as pesquisas realizadas em março do presente ano, em Malabo e Annobón, na Guiné Equatorial, bem como um panorama histórico da emergência daquele crioulo de base portuguesa.

A missão no país foi dirigida por Isabel Oyana Ayomo, na altura Diretora Geral de Lusofonia da Guiné Equatorial, tendo como pesquisadores de campo a Doutora Rosângela Morello, do Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (IPOL), coordenadora da missão no terreno. A equipe local foi formada por Isabel Oyana Ayomo, Armando Zamora Segorbe, linguista e professor da Universidade Nacional da Guiné Equatorial, Anastasia Nansie Esono, licenciada em filologia ibérica e investigadora no Centro de Estudios Afro-Iberoamericanos (CERAFIA) de Libreville, Bienvenido Ebang Otogo, licenciado em Ciências Políticas e funcionário do Ministério de Assuntos Exteriores na Direção Geral de Lusofonia, Alicante Mba, oficial de protocolo do Ministério de Assuntos Exteriores e Aparicio Sima e Diosdado Echupo, jornalistas da TVGE.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

Hoje, Faraco fala sobre o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa

Imagem com tituloHoje, na programação do Colóquio Internacional “A Língua Portuguesa, o multilinguismo e as novas tecnologias das línguas no século XXI”,    os projetos do IILP Portal do Professor de Português Língua Estrangeira/Língua Não Materna – PPPLE e o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa serão apresentados respectivamente pela diretora executiva do IILP, Marisa Mendonça e pelo linguista e presidente da comissão nacional brasileira do IILP Carlos Alberto Faraco no painel  Das Novas Tecnologias Linguísticas.

Logo após,  Raul Calane da Silva,  presidente do Conselho Científico do IILP e  Antônio Sartini, do Museu da Língua  Portuguesa de São Paulo,  apresentam o painel  Ampliando as Tecnologias das Línguas.

O evento segue à tarde com o painel  Ensino de PLE e sua Interface com as
Novas Tecnologias e com a apresentação  dos trabalhos desenvolvidos no Timor-Leste, no painel das Comissões Nacionais do IILP.

O Colóquio encerra com um debate final  sob o tema A Diversidade Linguística da CPLP rumo à Conferência das Nações Unidas sobre o Multilinguismo, com
Evgeny Kuzmin e Gilvan Müller de Oliveira.

Daqui a pouco, 9 horas, começa a transmissão online, acesse em http://video.rnp.br/portal/transmission.action?idItem=22957 

Para participar enviando perguntas, acesse o twitter @omultilinguismo

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Deixe o seu comentário

Multilinguismo na Rússia e nos países de Língua Portuguesa marca início do Colóquio

Imagem com tituloArrancou , nesta quarta-feira (15), o Colóquio “A Língua Portuguesa, o multilinguismo e as novas tecnologias das línguas no século XXI”, no Auditório do Campus II do CEFET-MG, em Belo Horizonte. Após uma breve abertura, que contou com a presença da diretora executiva do IILP, Marisa Mendonça, o vice-presidente do Comitê “Informação para Todos” da UNESCO na Rússia, Evgeny Kuzmin, deu início à primeira conferência do evento, intitulada “A diversidade e as novas tecnologias no quadro das grandes negociações globais sobre as línguas”.

Por meio de tradução simultânea (russo-português), o público pôde acompanhar a fala de Kuzmin sobre os projetos da UNESCO em relação à preservação e promoção das línguas. Incialmente, ele explicou o que é e como atua o Comitê “Informação para Todos” da UNESCO. Segundo Kuzmin, é um programa entre diferentes governos para estudar as várias áreas relacionadas às línguas usando um método interdisciplinar. Nesse sentido, as questões são debatidas em dimensão política, social e cultural, o que demanda uma compreensão ampla e uma solução em âmbito global e regional.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Deixe o seu comentário

INFORMAÇÕES SOBRE A TRANSMISSÃO SIMULTÂNEA

ParImagem com tituloa impulsionar conexões e discussões de alcance local, regional e global o CEFET – MG e o IILP reuniram esforços e vão realizar a transmissão ao vivo do Colóquio Internacional “A língua portuguesa, o multilinguismo e as novas tecnologias das línguas no século XXI”, amanhã, dia 15 de outubro,  a partir das 9 horas.

O link de acesso é http://video.rnp.br/portal/transmission.action?idItem=22958 . Caso não consiga acessar, confira o passo a passo para  conectar-se ao evento. Clique aqui

Para ver a programação, clique aqui . O internauta poderá também seguir o evento e participar com perguntas via Twitter@omultilinguismo

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

MINI PROGRAMADORES POR TODA A EUROPA

images (2)A segunda edição da Semana Europeia da Programação arrancou, no dia 11, com mais de dois mil eventos agendados por 38 países europeus. Até dia 17, nestes encontros as comunidades mundiais de programação gratuita, como é o caso da CoderDojo ou da Rails Girls, oferecem a possibilidade de participar em sessões de iniciação à programação, desenvolver módulos de aprendizagem ou ajudar a formar professores, quebrando preconceitos em relação às Tecnologias de informação e Comunicação (TIC). A criação de websites, jogos ou aplicações móveis estão entre os vários projectos que podem surgir destes eventos.

Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário