PRÊMIO OCEANOS 2018 ANUNCIA OS DEZ LIVROS FINALISTAS; VEJA A LISTA

São quatro romances (dois de autores brasileiros e dois de portugueses), um livro de contos e cinco livros de poesia (dois deles de escritores moçambicanos).

O escritor Sérgio Sant'Anna, finalista do Prêmio Oceanos 2018, durante participação na Flip deste anos — Foto: Walter Craveiro/Divulgação

A organização do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, antigo Portugal Telecom, divulgou nesta terça-feira (30) os dez livros finalistas da edição 2018 da disputa (veja a lista abaixo).

São quatro romances (dois de autores brasileiros e dois de portugueses), um livro de contos e cinco livros de poesia (dois deles de escritores moçambicanos).

O anúncio do ganhador está previsto para 7 de dezembro. O primeiro lugar recebe R$ 100 mil; o segundo lugar, R$ 60 mil; o terceiro lugar, R$ 40 mil; e o quarto lugar, R$ 30 mil.

Os oito jurados que vão avaliar os finalistas são a escritora angolana Ana Paula Tavares, o professor e escritor Daniel Munduruku, a crítica literária Flora Sussekind, o poeta, jornalista e crítico Heitor Ferraz, a ensaísta e professora portugusa Helena Buescu, o escritor Julián Fuks, a professora e editora portuguesa Maria João Cantinho e o escritor português Pedro Mexia.

Os quatro curadores do Prêmio Oceanos 2018 são a jornalista e crítica portuguesa Isabel Lucas, o jornalista e crítico literário Manuel da Costa Pinto, a jornalista e editora Mirna Queiroz e a curadora produtora cultural Selma Caetano.

Antigo Portugal Telecom

Até 2014, o prêmio se chamava Portugal Telecom. Mas, depois que a empresa foi vendida para uma operadora francesa, o Itaú Cultural assumiu a organização e mudou o nome para Oceanos, que teve sua primeira edição em 2016.

Além disso, a partir de 2015 não houve mais divisão em categorias. Criado em 2003, o Portugal Telecom se dividia nas categorias Romance, Poesia e Conto/Crônica.

Em 2015, o Oceanos foi vencido pelo escritor brasileiro Silviano Santiago, com o romance “Mil rosas roubadas” (Companhia das Letras).

Em 2016, o ganhador foi o escritor português José Luís Peixoto, com o romance “Galveias” (Companhia das Letras).

Em 2017, a escritora Ana Teresa Pereira tornou-se a primeira mulher a ganhar o Prêmio Oceanos.

  • “A noite da espera” (Companhia das Letras), de Milton Hatoum – romance brasileiro
  • “A noite imóvel” (Assívio & Alvim), de Luís Quintais – poesia portuguesa
  • “Anjo noturno” (Companhia das Letras), de Sérgio Sant’Anna – contos brasileiros
  • “Antiboi” (Crisálida), de Ricardo Aleixo – poesia brasileira
  • “As pessoas do drama” (Relógio D’Água), de H. G. Cancela – romance português
  • “Câmera lenta” (Companhia das Letras), de Marília Garcia – poesia brasileira
  • “Hoje estarás comigo no paraíso” (Quetzal), de Bruno Vieira Amaral – romance português
  • “O deus restante” (Cavalo do Mar), de Luis Carlos Patraquim – poesia moçambicana
  • “Pai, pai” (Alfaguara), de João Silvério Trevisan – romance brasileiro
  • “Vácuos” (Cavalo do Mar), de Mbate Pedro – poesia moçambicana

Fonte: G1