ZACARIAS DA COSTA, SECRETÁRIO EXECUTIVO DA CPLP – “A LÍNGUA PORTUGUESA É O NOSSO PATRIMÓNIO IDENTITÁRIO E O PILAR DA NOSSA COMUNIDADE”

Zacarias da Costa, Secretário Executivo da CPLP – “A língua portuguesa é o nosso património identitário e o pilar da nossa comunidade”

No ano em que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) comemora 25 anos e Angola assume a Presidência da organização, a revista Comunidades entrevista o atual Secretário Executivo, Zacarias Costa, procurando conhecer quais os desígnios da CPLP no que respeita à coesão social e económica dos povos que têm em comum a língua portuguesa que, segundo a UNESCO, é falada por mais de 260 milhões de pessoas em cinco continentes, sendo também o quinto idioma mais difundido no mundo.

Revista Comunidades (RC): Quais são atualmente as prioridades para o fortalecimento do português en­quanto língua materna no espaço da CPLP?

Zacarias Costa (ZC): É preciso consi­derar que, em muitos contextos sociais no espaço da CPLP, o nosso idioma comum é língua materna e língua segunda de muitos cidadãos. Este facto tem merecido a atenção da Organização, e é por essa razão que temos desenvol­vido estratégias de difusão da língua portuguesa focadas no ensino da língua em contextos multilingues.

Sabemos que as línguas não são faladas por decreto, mas cabe à CPLP reforçar os meios para a promoção da Língua, em todos os Estados-Membros. Estima-se que, com o crescimento de­mográfico em Angola e Moçambique, o português será a língua de mais de 500 milhões de pessoas. A CPLP terá um importante papel a desempenhar para assegurar o uso generalizado da língua portuguesa por parte destas popula­ções. E o nosso objetivo é que a língua portuguesa seja cada vez mais uma língua de diplomacia, de negócios, de produção científica, de cultura e indús­trias criativas; uma língua de mobili­dade, que liga 260 milhões de pessoas espalhadas por quatro continentes.

RC: Quais os maiores incentivos para a difusão da língua portuguesa e o consequente incremento do inter­câmbio cultural no espaço da CPLP?

ZC: É através da língua portuguesa que os Estados-Membros aprofundam a amizade mútua, promovem a concer­tação político-diplomática e coope­ram entre si. A língua é assim o nosso património identitário e o pilar da nossa Comunidade. E temos grandes expetati­vas quanto ao futuro da nossa língua: O universo de falantes em franca expan­são; o espaço geográfico descontinuado que o idioma ocupa no mundo; o facto de ser a quarta língua mais falada no planeta; o facto de ser um dos idiomas mais utlizados na internet e a língua oficial e/ou de trabalho em trinta e duas organizações internacionais, são dados que comprovam a ampla capacidade de cooperação política, económica e cultural que o português encerra.

Para citar apenas um exemplo do potencial agregador da língua portuguesa, a CPLP conhece hoje 32 Estados e Organiza­ções Internacionais com o Estatuto de Observador Associado. Muitos desses Observadores Associados veem a CPLP como uma plataforma linguística que permite uma maior aproximação com as comunidades de falantes de português existentes nos seus territórios.

Outro incentivo que gostaria de mencionar prende-se com a histórica conquista alcançada pela língua portu­guesa, ao ver proclamada pela UNESCO a data de 5 de maio como o Dia Mundial da Língua Portuguesa.

RC: Que iniciativas estão previstas para o próximo ano, no âmbito da celebração do 5 de maio – Dia Mundial da Língua Portuguesa e Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP?

ZC: A celebração do 5 de maio – Dia Mundial da Língua Portuguesa, contará, no ano de 2022, com um vasto e ambi­cioso programa proposto pela Presidên­cia da CPLP e demais Estados-Membros da CPLP. Entre os dias 29 de abril e 5 de maio de 2022, Luanda será a Capital da Cultura da CPLP e realizaremos, na mesma ocasião, a XII Reunião Ordinária dos Ministros da Cultura da CPLP.

A Capital da Cultura da CPLP conta­rá com variadíssimas atividades cultu­rais, como a Feira do Livro da CPLP e reunirá artistas do mundo da música, artes plásticas, dança, teatro, cinema e poesia. O evento constituirá assim um momento único de intercâmbio cultu­ral, em que celebraremos a cultura de cada Estado Membro; a sua arte e a sua gastronomia típica.

Tal como em todos os eventos da CPLP, a promoção da língua portugue­sa ocupará um lugar central, uma vez que pretendemos organizar semi­nários e mesas-redondas, quer para refletirmos, em conjunto, sobre aquilo que nos une – como é o caso do nosso idioma, quer para celebrar a diversi­dade cultural que tão bem caracteriza a nossa Comunidade.

Leia a entrevista na íntegra, aqui.


Fonte: Comunidades Lusófonas

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s