ENCONTRO LUSÓFONO REGRESSA COM FOCO EM CABO VERDE

Entre os dias 18 e 21 de novembro vai decorrer o II Encontro Lusófono, promovido pela Companhia Contigo Teatro.

Entre os dias 18 e 21 de novembro vai decorrer o II Encontro Lusófono, promovido pela Companhia Contigo Teatro. O evento será dedicado ao arquipélago de Cabo Verde, tendo como objetivo assumido “encontrar afinidades com o arquipélago da Madeira, mas também a diversidade”, explica a presidente da direção da Contigo Teatro, Maria José Costa.

A responsável refere que estes encontros nasceram do facto de a companhia ter vários projetos associados ao trabalho com a língua portuguesa.

“Estes encontros privilegiam essencialmente a multidisciplinaridade, por isso procuramos apresentar um programa diversificado, que engloba várias áreas. A transdisciplinaridade é uma caraterística do encontro, mas privilegiamos a literatura”, destaca.

Nesse sentido, o encontro, além da literatura, vai ter também referências ligadas ao cinema, à fotografia e à música.

A receção dos participantes vai realizar-se nas instalações do Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM), onde será abordada uma breve história dos vinhos regionais e onde terá também lugar um concerto musical.

Nos dias 19 e 20 o programa do encontro vai desenrolar-se no auditório da Reitoria da Universidade da Madeira, no Colégio dos Jesuítas.

Estes dias vão contar com a presença no Funchal de figuras como o escritor cabo-verdiano Filinto Elísio Correia ou o contador de histórias, também natural de Cabo Verde, Adriano Reis.

Márcia Souto e Filinto Elísio vão apresentar o livro “Cesária Évora”, de Elzbieta Sleradzinska, e ainda vai ser possível ouvir música de Cabo Verde. Terá lugar também a apresentação do documentário “Hora di Bai”, da autoria da jovem cineasta cabo-verdiana Samira Vera Cruz, e um espetáculo performativo de leitura, em que os poemas vão apresentar cada uma das ilhas que compõem o arquipélago de Cabo Verde.

Na tarde de dia 20 haverá oportunidade de fazer um percurso para conhecer a geodiversidade do Centro Histórico do Funchal, orientado pelo geólogo João Baptista, e na manhã de dia 21 quem quiser pode também fazer uma visita à Quinta do Palheiro Ferreiro.


Fonte: Jornal Económico

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s