GERMANO DE ALMEIDA VAI SER HOMENAGEADO NO ESCRITARIA EM PENAFIEL

De 24 a 31 de outubro, o festival literário vai “contaminar” a cidade com referências à figura e à obra do escritor cabo-verdiano que foi Prémio Camões em 2018.

Germano de Almeida vai ser homenageado no Escritaria em Penafiel | Livros |  PÚBLICO

O escritor cabo-verdiano Germano de Almeida, Prémio Camões em 2018, será o autor homenageado do 14.º Festival Literário Escritaria, em Penafiel, de 24 a 31 de outubro, segundo a organização.

Germano de Almeida, um dos mais proeminentes escritores em língua portuguesa, terá silhueta e frase em Penafiel para memória futura, a par com os anteriores homenageados”, lê-se num comunicado enviado à agência Lusa esta segunda-feira.

A organização, que é liderada pela câmara municipal, assinala que “a cidade de Penafiel voltará a estar ‘contaminada’ com literatura em todos os cantos e recantos e de variadas formas”. “Além da transformação habitual da cidade em torno do escritor homenageado e da sua obra, com alusões nas montras, exposições, arte de rua, teatro, música, apresentação de livros, a Escritaria contará ainda com algumas surpresas em torno da obra de Germano Almeida e da lusofonia”, acrescenta.

Citado no comunicado, o presidente do município, Antonino de Sousa, referiu que nesta edição o evento volta “a olhar para a Lusofonia, sendo o terceiro autor africano de língua portuguesa” que Penafiel “tem a honra de receber”, depois de Mia Couto e Pepetela. “Cada vez mais, a Escritaria procurará convidar autores que habitualmente estão longe de nós, por razões geográficas. O futuro deste grande festival literário passará também cada vez mais pela internacionalização e por levar o nome Escritaria para fora de Portugal”, acentuou o autarca.

Germano Almeida nasceu na ilha da Boa Vista em 1945 e publicou os primeiros trabalhos na revista Ponto & Vírgula, assinadas com o pseudónimo de Romualdo Cruz. As suas obras estão publicadas no Brasil, França, Espanha, Itália, Alemanha, Suécia, Holanda, Noruega e Dinamarca, Cuba, Estados Unidos da América, Bulgária e Suíça.

Desde a primeira edição, aquele festival literário já homenageou Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes, Mário de Carvalho, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Alice Vieira, Miguel Sousa Tavares, Pepetela, Manuel Alegre e Mário Zambujal.


Fonte: PÚBLICO

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s