PORTUGAL VAI DAR FORMAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA A MAIS DE 120 MILITARES DA GUINÉ-BISSAU

Mais de 120 militares dos três ramos das Forças Armadas da Guiné-Bissau vão receber a partir de segunda-feira e durante seis meses formação em língua portuguesa, anunciou hoje a embaixada de Portugal.

Portugal vai dar formação em língua portuguesa a mais de 120 militares da Guiné-Bissau

A formação em língua portuguesa vai abranger 126 militares do Exército, Marinha e Força Aérea e ocorre no âmbito de um projeto do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, da Direção-Geral de Política e Defesa Nacional de Portugal e do Estado-Maior General das Forças Armadas da Guiné-Bissau.

“É uma ocasião particularmente feliz porque espelha a cooperação que Portugal tem com a Guiné-Bissau no domínio específico da Defesa, que consta já de longa data e se manifesta através de parcerias e projetos e tem continuado a dar provas da sua vitalidade”, afirmou o embaixador de Portugal, José Caroço.

O embaixador falava na cerimónia que assinalou o início da formação.

“A língua portuguesa é uma língua universal, é a língua oficial da Guiné-Bissau, e uma língua em franco crescimento e cuja aprendizagem e o melhor domínio só traz utilidade”, salientou o diplomata.

Presente na cerimónia esteve também o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, Biagué Na N’Tan, que salientou que a aprendizagem da língua portuguesa é uma “tarefa muito importante” que as Forças Armadas guineenses têm de fazer.

“Hoje é mais um dia importante para as Forças Armadas da Guiné-Bissau”, afirmou, sublinhando que sempre defendeu que a língua portuguesa devia ser desenvolvida nas forças de defesa.


Fonte: Sapo

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Uma resposta a PORTUGAL VAI DAR FORMAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA A MAIS DE 120 MILITARES DA GUINÉ-BISSAU

  1. geolingua diz:

    É uma pena que não seja na língua portuguesa do Brasil. – Seria, com certeza, uma mais valia para as Forças Armadas da Guiné-Bissau se comunicarem, sem problemas, com 210 milhões de brasileiros e que é diferente do Acordo Ortográfico, oficial em Portugal, onde, apenas 10 milhões que, a contra gosto, seguem porque é lei em Portugal, lamentavelmente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s