FLIARAXÁ LANÇA MANIFESTO PELA SINERGIA DAS LÍNGUAS EM PORTUGUÊS

Fliaraxá – Festival Literário de Araxá – lançou, como resultado do encontro no qual participaram escritores e escritoras de diversos países, o “Manifesto pela Sinergia das Línguas em Português”.

Afonso Borges apresentou Manifesto pela sinergia das línguas em português — Foto: Daniel Bianchini

A proposta é criar uma integração dos autores via redes sociais a fim de desenvolver uma sinergia positiva e colaborativa no sentido de fazer com que mais e mais a língua portuguesa e seus autores se conheçam.

Há muito se discute o valor econômico da língua, o potencial de um universo de 273 milhões de falantes espalhados por quatro continentes. Há muito esperamos que o Estado assuma esta força como um desígnio. E há muito sabemos que nenhuma alteração vai acontecer se não houver uma pressão orgânica das diferentes comunidades.

A Arte e a Cultura têm aqui um papel formador na identidade das pessoas e povos. A verdadeira força da língua está na forma como os portugueses tomaram como sua a música popular brasileira, os romances de José Saramago ou o semba de Paulo Flores. Como os brasileiros têm como seu Fernando Pessoa e Eça de Queiroz. Como os moçambicanos se sentem ligados a Guimarães Rosa ou Manoel de Barros. Esta é uma língua sem diplomacia. Uma língua que se faz de afectos, ideias e comunicação constante. Mas uma comunicação sem sinergias efetivas, materiais. Como ilustrou José Saramago, “não existe uma língua portuguesa, existe línguas em português”.

Propomos, neste Manifesto, intensificar o conhecimento que temos sobre a forma de nos expressarmos artística e intelectualmente, no modelo da SINERGIA. Propomos criar um fluxo de circulação de ideias, o único verdadeiro antídoto contra o preconceito e a ignorância. A língua não é um conceito geopolítico, a língua é a forma de nos fazermos entender, de pensar e de viver. A língua será tão mais viva quanto mais formos capazes de dialogar e fazer circular os nossos pensamentos, livros, canções, espectáculos e demais formas de expressão artística.

Pretendemos reunir um conjunto de escritores, músicos, actores, filósofos, cientistas, historiadores, produtores e pensadores que estejam dispostos a participar desta vontade de descoberta do outro, o outro que fala a mesma língua. Pretendemos, através das nossas estruturas, criar eventos e programações culturais capazes de estar presentes em todos os nossos países, digitalmente, de início.

Leia mais, aqui.


Fonte: G1

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s