5ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE POESIA DE LISBOA PROMOVE A DIFUSÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA MUNDO AFORA

Em sua primeira edição online, Festival promove debates, palestras e oficinas com poetas e escritores como Conceição Evaristo, Auritha Tabajara, Mel Duarte e Mailson Furtado Viana. Público será convidado a refletir, por meio de práticas poéticas, sobre temas latentes da contemporaneidade.

A poética da cultura africana, diálogos sobre empoderamento feminino na poesia e a voz LGBTQ+ na literatura são algumas das questões que permeiam a 5ª edição do Festival de Poesia de Lisboa, evento que promove a valorização e difusão de poemas na língua portuguesa mundo afora, incentiva a leitura e a criação literária e reúne autores lusófonos que residem nos mais diversos países.

Seguindo as tendências mundiais, em que instituições e eventos culturais vêm digitalizando suas operações, o Festival decidiu adotar o formato online e apresentará, de 18 a 24 de outubro, toda a programação em seus canais digitais (Link Instagram/FestivaldePoesiadeLisboa www.instagram.com/festivaldepoesiadelisboa e link Facebook/FestivaldePoesiadeLisboa www.facebook.com/festivaldepoesiadelisboa) e em oficinas no Zoom.

A partir do tema eleito para a edição, R-Existir, a poesia como afirmação de nossa existência, figuras emblemáticas da literatura contemporânea e escritores em ascensão conduzem o público por debates, oficinas e painéis sobre a r-existência da mulher na poesia, o poder da poesia em processos difíceis da vida, a poética infantil e estereótipos sociais, raça e gênero na escrita poética, dentre outros tão latentes no mundo atual. São poetas, escritores como Conceição Evaristo – autora homenageada neste 5º Festival de Poesia de Lisboa – , Lubi Prates, Mailson Furtado Viana, Mel Duarte e João Innecco.

Com apoio do Instituto Camões, o Festival tem curadoria do jornalista brasileiro Gustavo Prudente, idealização e organização da escritora brasileira Jannini Rosa, diretora da Helvetia Edições – editora suíço-brasileira que promove a difusão de autores brasileiros na Suíça e também o oposto, ou seja, autores suíços no território brasileiro – e da escritora luso-suíça Carla De Sá Morais.

Por meio de um edital aberto, o evento reuniu mais de 90 autores de diferentes gerações, estilos e regiões. São poetas lusófonos residentes no Brasil e em Portugal, além de imigrantes de países como Alemanha, Espanha, Estados Unidos, Grécia e Suíça. Cada um deles, apresenta poemas singulares e inéditos, feitos a partir do tema R-existência, e todas as criações serão publicadas em uma antologia.

Os poetas ainda concorrem a uma premiação. Um júri composto pelo curador, pelas organizadoras e pelos escritores que compõem as oficinas e painéis, vão eleger três poetas. O primeiro lugar ganha um livro publicado pela Helvetia Edições (editora suíço-brasileira), participação no Salão do Livro de Genebra, além do troféu e certificado. O segundo, será contemplado com participação em uma antologia inédita da Helvetia, um troféu e certificado, e o terceiro ganha uma entrevista publicada no site da editora, além do troféu e certificado.

Para mais informações, clique aqui.


Fonte: Metrópoles

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s