FESTIVAL A LÍNGUA TODA: TRIBUTO ÀS BIBLIOTECAS ITINERANTES

Uma homenagem, sincera, humilde e simbólica, a todos os pioneiros que transportaram livros por estradas velhas e perigosas, garantindo às populações mais esquecidas, o direito à leitura.Uma homenagem, sincera, humilde e simbólica, a todos os pioneiros que transportaram livros por estradas velhas e perigosas, garantindo às populações mais esquecidas, o direito à leitura é o propósito que a Alma Azul leva a cabo esta semana.

Quinta-feira, dia 6 de fevereiro, entre as 10H00 e as 18H00, o Festival A Língua Toda 2020 vai distribuir 89 livros de autores de relevo da literatura de língua portuguesa, por espaços públicos de Alcains. Será a Biblioteca Itinerante – A Língua Toda 2020.

Este será o tributo prestado à Fundação Calouste Gulbenkian, mas especialmente a Branquinho da Fonseca, a Herberto Helder e a António José Forte, que nasceu precisamente a 6 de fevereiro.


Fonte: Reconquista

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s