UNIVERSIDADE ANGOLANA RETOMA PRIMEIRO ANO DO CURSO DE LÍNGUA PORTUGUESA

O Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) do Lubango, na província angolana da Huíla, retoma em 2019 o primeiro ano do curso de Língua Portuguesa, após a interrupção de 2018 por falta de professores, foi hoje noticiado.

Resultado de imagem para língua portuguesa

No ano académico (março a dezembro) de 2018, o ISCED não recebeu novos estudantes naquele curso, tendo apenas dado sequência às aulas do segundo ao quarto ano, depois de perder sete professores por reforma, transferências e óbitos, situação ultrapassada este ano com a admissão de eventuais.

Com o ressurgimento do primeiro ano do curso de Língua Portuguesa, o ISCED da Huíla aumentou o número de vagas totais para 900, mais 60 – o equivalente às inscrições no primeiro ano do curso de Língua Portuguesa – face a 2018.

Segundo José Luís Alexandre, diretor-geral da instituição, citado pela agência de notícias angolana Angop, as vagas estão distribuídas por 14 cursos, 13 dos quais com 25 lugares cada, com exceção do de Educação Física, que conta com 35.

Os restantes cursos são das áreas do ensino das línguas (inglesa, francesa e portuguesa), Ciências Sociais (Filosofia e História), Ciências Exatas (Matemática, Física, Química e Informática Educativa), Ciências da Natureza (Biologia e Geografia), e Ciências da Educação (Pedagogia e Psicologia).

Apesar do aumento de vagas, José Luís Alexandre receia que a carência de docentes noutros cursos e de salas de aula possa criar dificuldades, visto que, dos quatro municípios em que havia turmas anexas, apenas Caluquembe e Matala mantêm-se operantes com os cursos de cursos de Pedagogia, Psicologia, Filosofia e História, com os de Caconda e Chibia a ficarem de fora.

A instituição conta com 127 professores e necessita de mais 80 para os 14 cursos de licenciatura e cinco mestrados.

A falta de concursos para admissão de novos quadros é a razão principal, o que pode ser superado este ano, porque existe disponibilidade de candidatos.

As inscrições para os novos ingressos vão decorrer de 28 de janeiro a 01 de fevereiro e os exames de acesso acontecem de 11 a 15 de fevereiro.

O Instituto Superior de Ciências da Educação contou, em 2018, com 7.000 estudantes matriculados em 14 cursos.

O ISCED do Lubango conta com mais de 6.000 estudantes de licenciatura, 200 mestrandos, distribuídos em cinco cursos, nomeadamente ensino da língua portuguesa, ensino da história de África, ensino das ciências (biologia, química, física e matemática), desenvolvimento curricular, assim como ecologia e gestão de recursos naturais.

É uma das mais antigas academias do país e foi criada em 1980, na altura com 25 estudantes.

Em 2018 matriculou 6.630 estudantes e, até hoje, formou mais de 6.000 licenciados e 500 mestres.

Dos 127 professores sob a sua tutela, sete são estrangeiros.

Do total, 40 são doutores, nove licenciados e os restantes mestres, contando ainda com 85 trabalhadores administrativos.


Fonte: D.N

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s