FESTA DO CINEMA EM PORTUGUÊS COMEÇA SEXTA-FEIRA EM CABO VERDE

Filmes de países de língua portuguesa, programação infantil e uma oficina de produção fazem parte do festival.

Festa do Cinema em Português começa sexta-feira em Cabo Verde

O Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa – FESTin arranca sexta-feira no Centro Cultural Português, na cidade da Praia, com filmes de países de língua portuguesa, programação infantil e uma oficina de produção.

Esta “festa do cinema em português” decorre até à próxima quinta-feira e vai mostrar filmes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O primeiro filme a ser exibido é “Vendo ou alugo” (foto), de Betse de Paula (Brasil).

No sábado, será exibido o filme “Acalanto”, de Arturo Sáboia (Brasil/ Moçambique).

No mesmo dia, a programação infantil apresenta “As aventuras do avião vermelho”, de Frederico Pinto e José Maia (Brasil), “Acalanto”, de Arturo Sáboia (Brasil/Moçambique), e “Humberto Delgado – Relâmpago no Ceu Azul”, de José Jorge Letria e Jaime Serôdio (Portugal).

Para domingo, está prevista a exibição de “Serviçais das Memórias à identidade”, de Nilton Medeiros.

Da programação infantil constam “As aventuras do pequeno Colombo”, de Rodrigo Gavo (Brasil), “Médico de Monstro”, de Gustavo Teixeira (Brasil), “A Primeira Flauta”, de Simon Brethé e Ricardo Poeira (Brasil), e “Irmãos Saudos”, de Nicholas Paim e Clauder Marros (Brasil).

“Como surgiram as estrelas”, de Renato Barbieri e Adriana Meirelles (Brasil), “O Fim da Fila”, de William Côgo (Brasil), “Brinquedo Novo”, de Rogério Boechat (Brasil) e “Iemanjá”, de Renato Barbieri e Adriana Meirelles (Brasil), estão igualmente agendados para esse dia.

Na segunda-feira, será mostrado o filme “Avô Crocodilo”, de Francisco Rosas (Portugal/Timor-Leste), e, para os mais novos, “Diário de Areia”, de Isadora Morales Chaves e Sarah Carvalho Guedes.

O filme “Sonho Longínquo do Equador”, de Hamilton Trindade (Portugal/Guiné-Bissau), será exibido na terça-feira.

Nesse dia, a programação infantil é composta por “Em algum lugar”, de Inês de Sá Frias e Leandro Martins (Portugal), “Órion”, de Rodriane DL (Brasil), “Próxima”, de Luiza Campos (Brasil), “Os Pestinhas e o ladrão de Brinquedos”, de Nildo Essá e Lili – Halima Essá (Moçambique).

Na quarta-feira, será exibido “Kalunga”, de Bernardo Gramaxo (Portugal/Angola), e, na sessão infantil, “Minhocas”, de Paolo Conti e Arthur Nunes (Brasil).


Fonte: Sapo

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: