DIRIGENTES CHINESES E LUSÓFONOS DO ENSINO SUPERIOR DISCUTEM FORMAÇÃO DE QUADROS BILINGUES

Resultado de imagem para Dirigentes chineses e lusófonos do ensino superior discutem formação de quadros bilingues

Dirigentes do ensino superior da China, Hong Kong, Macau e de países lusófonos debatem em Macau a 26 e 27 de outubro a base de formação de quadros bilingues de chinês e português, anunciou hoje a organização.

Esta é a primeira edição do Fórum dos Reitores das Instituições do Ensino Superior da China e dos Países de Língua Portuguesa, num evento promovido pelo Gabinete de Apoio ao Ensino Superior de Macau, a Universidade de Macau e a Universidade de São José.

A organização espera também “que esta atividade permita que os participantes realizem uma exploração mais profunda sobre o rumo da futura cooperação entre as instituições do ensino superior (…), reforçando a comunicação e o intercâmbio”.

O primeiro dia do Fórum tem lugar na Universidade de Macau, no qual serão discutidos os temas “O papel de ‘Uma Faixa, Uma Rota’ para os países de língua portuguesa” e o “Desenvolvimento e oportunidades do ensino superior da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”.

A Grande Baía é um projeto que visa criar uma metrópole mundial a partir dos territórios de Hong Kong, Macau e nove localidades da província chinesa de Guangdong (Cantão, Shenzhen, Zhuhai, Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan, Jiangmen e Zhaoqing).

No mesmo dia realiza-se em simultâneo uma reunião conjunta sobre a cooperação entre a província chinesa de Jiangsu e as universidades de Macau e dos países lusófonos.

No último dia, a 27 de outubro, o fórum tem lugar no Auditório Centenário de Fátima, da Universidade de São José, durante o qual serão discutidos os temas “Indústrias Criativas e Tolerância Cultural; Harmonia sem Uniformidade — Diálogo Cultural e Resolução de Conflitos”.

À tarde realiza-se a “Cimeira de Reitores” para se debater o intercâmbio de estudantes, docentes e investigadores das instituições do ensino superior da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e os países de língua portuguesa, bem como a cooperação da investigação científica e inovação destas instituições e outros temas relacionados.


Fonte: Mundo Lusíada

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s