3,3 MILHÕES DE PATACAS PARA A FORMAÇÃO DE QUADROS BILINGUES

Governo vai direcionar 3,3 mil milhões de patacas para “Financiamentos Especiais para a Formação de Quadros Qualificados Bilingues em Chinês e Português e para a Cooperação do Ensino e da Investigação das Instituições do Ensino Superior de Macau” este ano.

O Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES) vai financiar, este ano, a formação de quadros qualificados bilingues em Chinês e Português e a cooperação do ensino e da investigação das instituições de ensino superior do território com um montante estimado de 3,3 milhões de patacas. As instituições podem, desde ontem, apresentar os requerimentos para os respectivos financiamentos e o prazo prolonga-se até ao dia 28 de Fevereiro.

“O orçamento para os “Financiamentos Especiais para a Formação de Quadros Qualificados Bilingues em Chinês e Português e para a Cooperação do Ensino e da Investigação das Instituições do Ensino Superior de Macau” em 2018 é de 3,3 milhões de patacas. No entanto, o montante final será determinado tendo em conta o número de candidaturas e a análise dos projectos submetidos”, indicou o GAES ao PONTO FINAL.

Os âmbitos dos financiamentos abrangem projectos académicos e de investigação científica do ensino superior, estudos, fóruns ou seminários sobre as diferenças entre os Países de Língua Portuguesa. O GAES inclui ainda a realização de projectos de intercâmbio e formação que visa aumentar a qualidade do ensino e da capacidade profissional dos docentes de língua portuguesa de Macau e de outras regiões da Ásia-Pacífico, bem como o desenvolvimento de materiais didácticos electrónicos para cursos bilingues de línguas chinesa e portuguesa e equipamentos de aprendizagem complementares.

“Todas as instituições do ensino superior de Macau que lancem projectos que cumpram os requisitos dos projectos dos financiamentos especiais podem apresentar requerimentos”, refere o GAES em comunicado.

A iniciativa tem como propósito “encorajar as instituições do ensino superior de Macau a consolidarem a cooperação com o Interior da China, outras regiões da Ásia-Pacífico e os Países de Língua Portuguesa, ajudando a transformar Macau numa base de formação de quadros qualificados da língua portuguesa”, lê-se ainda na nota de imprensa.

O projecto, anunciado por Fernando Chui Sai On durante a apresentação das Linhas de Acção Governativa para o ano de 2017, arrancou em Abril do ano passado.

Fonte: Ponto Final
Anúncios

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s