SESSÃO DE APRESENTAÇÃO DO CONSÓRCIO DE UNIVERSIDADES QUE ESTUDA O ENSINO DO PORTUGUÊS NO ESTRANGEIRO (COREPLNM)

A criação do Consórcio de Reflexão para o Português Língua não Materna e Língua de Herança vai ser formalizada na sede do Camões, I.P., no dia 19 de dezembro de 2017, às 15h30.

 

A sessão será presidida pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e contará com a presença do Secretário de Estado da Educação, João Costa.

Para este projeto, o Camões, I.P conta com a parceria das universidades de Lancaster (Departamento de Linguística e de Língua Inglesa e ESRC – Centre for Corpus Approaches to Social Science), Tübingen (LEAD Graduate School & Research Network, Hector-Institut für Empirische Bildungsforschung e Departamento de Linguística) Lisboa (Centro de Linguística da Faculdade de Letras), Nova de Lisboa (Centro de Linguística), Porto (Departamento de Estudos Portugueses e Estudos Românicos da Faculdade de Letras) e Minho (Centro de Estudos Humanísticos do Instituto de Letras e Ciências Humana).

A Universidade de Lancaster será a responsável pelos projetos de investigação a desenvolver no âmbito do protocolo. O Centre for Corpus Approaches to Social Science (CASS), sedeado na Universidade de Lancaster e financiado pelo Economic & Social Research Council (ESCR), é um centro concebido para trazer um novo método ao estudo da linguagem – a abordagem do corpus – a um conjunto de ciências sociais.

Entre os objetivos de investigação do Consórcio está o estudo da motivação dos alunos e dos pais para a aprendizagem do português, mediante inquéritos e entrevistas, e o estudo e reflexão com vista à constituição do primeiro corpus de português língua de herança do mundo, a desenvolver ao longo de cinco anos – através da articulação das CEPE, rede oficial e rede particular, bem como através do contacto junto das missões diplomáticas no estrangeiro que contem com diáspora portuguesa e que não tenham estruturas de coordenação de ensino.

Fonte: Instituto Camões

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s