24.ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa hoje

bienalA 24.ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa hoje, sexta-feira, com expectativa de atrair pelo menos 700 mil pessoas e traz como novidade um espaço exclusivo dedicado à língua portuguesa.

O diretor da Confederação Brasileira do Livro (CBL), Mansur Bassit, entidade responsável pelo evento, disse, em entrevista à agência Lusa, que haverá um espaço de 120 metros quadrados que vai fazer uma homenagem ao Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, fechado em dezembro passado, depois de um grande incêndio.

 “Teremos esta homenagem ao Museu da Língua Portuguesa e vamos exibir parte de uma exposição que já esteve lá. Haverá um mapa mundial digital que destacará os países que têm o português como língua oficial, e um outro painel interativo que brincará com os visitantes, mostrando os erros comuns que cometemos no uso do português”, explicou.

O diretor ressaltou que a Bienal elegeu o tema “Histórias em Todos os Sentidos”, pensando proporcionar experiências específicas para cada tipo de visitante, sejam estes interessados em autores consagrados, admiradores da gastronomia, de celebridades da internet ou crianças.

Debates literários, sessões de autógrafos, apresentações de música, exposições e outras atividades que vão da gastronomia a apresentações de artistas especializados na chamada literatura de cordel, que se expandiu em Portugal desde o século XVI, quando começou a ser possível imprimir histórias até então divulgadas por tradição oral (a designação tem origem na venda dos folhetos, pendurados em cordéis), e que se mantém uma forma literária popular, em particular no Nordeste do Brasil, farão parte da a 24.ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

 Entre a vasta programação, uma mesa redonda, no dia 30, às 16h,  para tratar da crescente difusão da Língua Portuguesa, abordando as iniciativas voltadas para a sua difusão, contará com  a presença do Professor Doutor Gilvan Müller de Oliveira, ex-diretor do IILP (Instituto Internacional da Língua Portuguesa), Susanna Florissi, que é presidente da Câmara Brasileira do Livro e Coordenadora da CPCLP (Comissão de Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa) e João Hilton Sayeg de Siqueira, Coordenador Adjunto da Comissão Nacional do Instituto Internacional da Língua Portuguesa.
A bienal realiza-se de 26 de agosto a 04 de setembro, no centro de congressos Anhembi, em São Paulo.
Fonte colaborativa: notícias ao minuto

 

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s