A INTERNACIONALIZAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA: CONCEPÇÕES E AÇÕES: ENTREVISTA COM LOURENÇO DO ROSÁRIO

Logo Blog

Confira a entrevista com o Professor Doutor Lourenço do Rosário, Reitor da Universidade Politécnica de Moçambique e Presidente do Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa, que irá palestrar no “ Colóquio Internacional A Internacionalização da Língua Portuguesa: Concepções e Ações“, que acontece de 06 a 08 de março de 2013, em Florianópolis, Santa Catarina. Mais informações, clique aqui.

Por Márcia Cardoso*.

Avatar - Cópia

Depois de ter conseguido que o português garantisse a unidade do país, o senhor falou, por ocasião do Colóquio a Diversidade Linguística nos Países da CPLP promovido pelo IILP, que agora Moçambique está no momento de capitalizar as línguas nativas. De que forma isso vem acontecendo?

526473

As estatísticas têm demonstrado que cerca de 15% dos moçambicanos têm o Português como língua materna. Por outro lado, Moçambique possui mais de 33 línguas e dialectos que compõem o mosaico etnolinguístico da nação moçambicana. O Português é a língua oficial, língua do Estado, do ensino, das relações externas, do direito e da ciência. Mas a identidade cultural da maior parte do povo moçambicano continua a ser expressa nas línguas africanas. Por isso, tal como foi concluído na Cimeira de Maputo do Instituto Internacional da Língua Portuguesa- IILP sobre a diversidade linguística dos países da CPLP, nenhum estado multilíngue pode desenvolver as suas políticas de afirmação, desenvolvimento e de soberania, pondo de lado a própria realidade linguística. Por outro lado, pertencendo Moçambique à CPLP e, por consequência, essa mesma CPLP e os seus diversos organismos devem ter em conta a realidade de países como Moçambique, Angola, Guiné Bissau e Timor Leste, que são multilíngues, e até mesmo os casos de cabo verde e São Tomé e Príncipe, onde o português coexiste com o crioulo.

Avatar - Cópia

Para o senhor qual seria a importância da língua portuguesa como fator de afirmação e de desenvolvimento internacional dos países da CPLP?

526473

A Língua Portuguesa beneficia positivamente da sua presença nos pontos mais dispersos do planeta. Beneficia igualmente, pelo facto de ter países como o Brasil na América Latina, Portugal na União Europeia, Angola e Moçambique em África, pertencendo esses países a diversas organizações internacionais.

Além disso, a importância geo-política e económica do Brasil, Angola e Moçambique neste momento, representam ganhos adicionais para a língua oficial desses países.

Assim, o a língua portuguesa ganha cada vez maiores contornos na conjuntura internacional, pelo facto do peso específico dos países que a falam. O Português é hoje língua oficial nos fora internacionais porque os países que o falam assim o impuseram.

Avatar - Cópia

Qual o papel que as universidades e institutos de língua portuguesa poderiam assumir aproveitando a crescente importância do português no mundo?

526473

O problema das nossas universidades resulta do facto de não se ter consolidado ainda o relacionamento em rede que lhes daria uma maior visibilidade. Há o surgimento da AULP, há igualmente o nascimento da UNILAB. Contudo, grande peso, como a USP, Universidade de Coimbra e outras, não assumiram ainda a importância de se unirem em rede necessária , de modo a potenciar o impacto das nossas universidades de língua portuguesa. Assim, oportunidades diversas têm sido perdidas para que as universidades possam jogar um papel importante para a afirmação do Português no mundo.

Avatar - Cópia

À exceção de Portugal e Brasil, que já possuem um Vocabulário Ortográfico seis países da CPLP estão  preparando os seus Vocabulários Ortográficos Nacionais (VONs) que servirão para a constituição do projeto do Vocabulário Ortográfico Comum (VOC) , que está sendo organizado pelo IILP. Como está o andamento do VON de Moçambique para a entrada neste inovador projeto?

526473

Moçambique tem sido um dos países africanos que mais fortemente se têm empenhado na problemática do Acordo Ortográfico e, por consequência, na definição Vocabulário Ortográfico Nacional – VON. Moçambique bateu-se para que os Vocabulários Ortográficos do Brasil- VOB e de Portugal- VOP não se tornassem no vocabulário de todos, isto é, no vocabulário comum.

Neste momento, sem fundos suficientes, Moçambique, tem vindo a desenvolver o trabalho de sistematização do Vocabulário Ortográfico Nacional ( VORT) e já vai em 75% daquilo que considera a sua contribuição para o Vocabulário Ortográfico Comum. Até a Cimeira de 2014 em Díli, esperamos que Moçambique tenha concluído o seu trabalho.

Avatar - Cópia

O senhor é o Presidente do Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa, criado em 1988, em Moçambique. O que é o Fundo e quais são suas ações para a difusão da língua portuguesa?

526473

O Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa- FBLP foi efectivamente criado em 1988, coincidindo com a criação do IILP e visava fundamentalmente relações bilaterais entre Portugal e Moçambique, na área da gestão de políticas da língua e da leitura em língua portuguesa. Em 1990 o FBLP foi transformado em instituição dos 5 Países de Língua Oficial Portuguesa- PALOP e persegue os mesmos objectivos para os quais foi criado inicialmente, em cada um desses países. Contudo, na vertente nacional, o FBLP potencia as políticas públicas na área das bibliotecas públicas, da formação de gestores em ciências documentais, na promoção do livro e da leitura, trabalhando em estreita colaboração com o governo, tentando optimizar o programa do governo na educação, na cultura e na administração pública.



* Assessora de  Comunicação Digital do IILP.

Sobre O IILP

Objetivos fundamentais: a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de utilização oficial em fóruns internacionais
Esta entrada foi publicada em Notícia com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a A INTERNACIONALIZAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA: CONCEPÇÕES E AÇÕES: ENTREVISTA COM LOURENÇO DO ROSÁRIO

  1. jose Pacanate Jojo diz:

    Este artigo e extremamente importante para os mocambicanos em particular de modo a verificarem a importancia da linhua portuguesa no nosso belo Mocambique

  2. Edson Isaias Mapsanganhe diz:

    O artigo é de suma importância, visto estar nele marcado a cultura, ligação identitária dos moçambicanos (ainda que sejamos um povo multilinguístico). Cabe a cada um de nós exaltar esta herança linguística como forma de difundirmos o que nos une.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s